Vereadores da Situação aprovam “Pacotão de Impostos” e revolta a População de São João dos Patos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Resultado de imagem para impostos

Os vereadores que compõem a bancada aliada ao governo participativo fez o que todos já esperavam,  disseram amém e aprovaram nesta segunda-feira (24) o projeto de ajuste fiscal proposto pelo executivo. Mesmo com a repercussão negativa e as súplicas da população patoense, que pediam a desaprovação daquilo que foi intitulado de “pacotão do mal”, mais uma vez, os seis vereadores da situação, Bidú, Ana Paula Pavan, Carlos Alberto, Rayanna, Marcio do Kizueira e Agmar, seguiram a diretriz do governo.

A facada fiscal afeta a quase toda população patoense e apesar dos vereadores tentarem se justificar, com a repetida frase “eu li o projeto”, não há nada para se comemorar com essa aprovação, o fato é que a população mais uma vez,  está assumindo uma conta que não é sua, já não basta os enormes impostos pagos por todos? já não basta a taxa de iluminação pública (uma das mais caras do país)  absurdamente cobrada? Aliás cadê o projeto que diminui a taxa de iluminação pública, por que esta matéria não vai a votação?Por que é de autoria de uma vereadora  da oposição?

A sessão se iniciou com quase duas horas de atraso, o motivo era simples, os vereadores do governo, se reuniram antes da sessão com o procurador (advogado) do município, que utilizaria a tribuna para justificar os votos dos mesmos,  numa clara e explícita demonstração do que ocorreria naquela sessão, os votos em favor do projeto já eram certos, mas, devido a repercussão negativa, era necessário uma justificativa para se votar a favor dele, então o procurador foi o encarregado da missão.

O procurador logicamente não falaria mal do projeto, apontaria os pontos positivos do mesmo, tentaria convencer quem o ouvisse que ali estaria a salvação de todos os problemas de nossa cidade, o mesmo ainda indagaria que quem fosse contrário ao mesmo, seria por falta de conhecimento e assim ele o fez, mas, não convenceu nem ao seu Pedro lá no bairro do Líder, que nunca pegou num vade mecum.

Em seguida os vereadores discutiram sobre o projeto e muito blá, blá, blá depois, colocaram o mesmo em votação e o resultado foi uma surpresa! mentira, o resultado todos já sabiam, governo 6 x 3 população, o placar contou com duas baixas, pois faltaram dois vereadores da situação a sessão histórica, Fernandinho e Raimundo Filho, que segundo informações, se encontram em outros estados.

Os vereadores aliados do governo para amenizar a bênção dada ao executivo, para consumação do “pacote do mal”, estrategicamente  vieram com uma emenda que baixaria de 5% para 4% o imposto cobrado aos demais mortais, que não possuem carteira da OAB e ainda, acreditem, criticaram os vereadores da situação por não fazerem o mesmo, tudo muito bem planejado, muito bem calculado, por isso a demora antes da sessão, como diria minha avó: “passados na casca do alho”.

O fato é que a medida não agradou em nada a população, que se vê revoltada com a prefeita e seus aliados, os comentários nas redes sociais demonstram bem isso,  o governo que já é considerado o pior da história patoense, aquele com um pior início, com uma rejeição absurda, agora mesmo  chegou ao fundo poço e isso é nítido nas reações dos populares, não há um segmento em que esse governo se saia de forma ao menos satisfatória.

Aguardemos as próximas mazelas realizadas pelo governo, com certeza virão mais por aí.

Vereadores que votaram a favor dos impostos:

Agmar (PP)

Ana Paula Pavan (PDT)

Márcio Kizueira (PDT)

Carlos Alberto (PDT)

Rayanna Noleto (PROS)

Bidú (PSD)

Vereadores que votaram contra os impostos:

Thuany Costa (PSL)

Francisco James (PMDB)

Geovany Beltrão (PPS)

Faltaram a sessão:

Fernandinho (PSC)

Raimundo Filho (PRB)

Facebook Comments Box
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sem categoria