Vereador Márcio José: “Essa molecagem tá demais!!”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

O título acima ilustra bem o que ocorreu na sessão desta segunda-feira, na câmara de vereadores de São João dos Patos, tumulto, confusão, falta de consenso e mais um show de desrespeito a população patoense, que estava convicta que ocorreria uma eleição, para presidente daquela casa ontem.

Em uma sessão polêmica e cheia de interpretações adversas, oriundas dos senhores vereadores, marcada principalmente pelo atraso (aparentemente proposital) de quase duas horas, por parte de alguns vereadores da situação, ficou escancarado a intenção de uma virada de mesa ou tentativa de levar a votação com a barriga para outra sessão e assim ocorreu.

A população e alguns vereadores na bancada aguardavam o início da sessão, com grande expectativa, quando adentrou na câmara, o Sr. Adelson,  acompanhado pelos componentes da mesa, Agmar Mundim e Wlisses Bezerra, que leram a ata da sessão anterior  e o expediente do dia.

Adelson frisou que não haveria eleição para presidente da câmara naquela sessão, pois, segundo ele, conforme parecer jurídico, ele é o presidente da casa e quem se sentisse lesado, que procurasse a justiça.

Em seguida alguns vereadores usaram a tribuna e se pronunciaram sobre a decisão do vereador Adelson.

O vereador Márcio José, indignado explanou que aquela instituição, virou casa “da mãe Joana”, questionou ainda ao suposto presidente da casa, – “Por que que foi feito toda essa baixaria?”.

“Sou oposição por que essa molecagem tá de demais, no caso do executivo e agora tá partindo para câmara municipal”. Márcio José.

Após as duras palavras do vereador Márcio, os outros vereadores da situação se mostraram incomodados e pediram direito de resposta, o vereador Raimundo Filho, retrucou, dizendo que moleque era o Márcio, o vereador Francisco James, o “Magrão” também se dirigiu ao Márcio com palavras duras, chegando a discutirem de forma abrasiva.

Finalizando a sessão Adelson salientou que a eleição estaria cancelada, naquela sessão,  mas, as palavras estavam gravadas e que as conversas continuariam, mas, que naquela sessão ele não aceitaria os requerimentos relativos a eleição.

O que se percebeu na sessão é que todos estavam certos que haveriam eleições, mas, por algum motivo, os vereadores da situação, não se sentiram seguros para realizá-las, certamente a pré-candidatura da vereadora Rilda e do vereador Cidielson,  pode ter mexido com as articulares internas, afinal, a oposição votaria, em um destes dois para presidente,  Rilda ou Cidielson e estes dois, entrando em um acordo e formando uma chapa única, levariam os votos da oposição, vejamos: Agmar, Dedé, Márcio, Rilda, Cidielson e talvez Raimundo Nolêto, ai meus amigos, ninguém quis arriscar!!

7

10

11

Fotos: Antonio Luis

Facebook Comments
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *