Professores lotam Câmara Municipal para apoiar reivindicações do SINPROED

11 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 1 Filament.io 11 Flares ×

Ontem a sessão da câmara de vereadores esteve lotada, em sua maioria, por professores da rede municipal, que se dirigiram àquela casa para solicitar maior celeridade na aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal – PCCS e apoio dos vereadores nas questões relativas a valorização dos professores.

A Ilma. Senhora Marcilene Fonseca, presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação utilizou a tribuna da câmara, para expor alguns pontos que são hoje reivindicações da classe como: a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal, aumento salarial de acordo com o piso nacional de 13,01%, entre outras coisas.

Marcilene criticou ainda a demora do atual prefeito na apreciação e envio do projeto de aprovação do PCCS a câmara de vereadores, indagando que o mesmo se encontra há aproximadamente dois anos na mesa do gestor, sem que se tenha uma manifestação sobre o mesmo.

A presidente do sindicato, ainda lembrou do embate que teve com o contador da prefeitura, há alguns dias atrás, na questão do repasse do FUNDEB, lembrando que até se prove o contrário, este é direito dos professores e que a classe deverá lutará por ele.

Assuntos e reivindicações abordadas por Marcilene, representando os professores:

  • Jornada de trabalho de acordo a Lei do Piso Nacional – 20h – 13 h, em efetivo exercício, mais 7h em atividades docentes;
  • Gratificações por funções 70% para direção e 50% para supervisores e para coordenadores pedagógicos.
  • Redução da jornada de trabalho para professores que tenham filhos com necessidades especiais (mediante comprovação médica).
  • Redução da jornada de trabalho para professores com 50 anos de idade e 20 anos de efetivo exercício.
  • Legalização das permutas, sessão ou cedência.
  • Mudanças nas nomenclaturas pedagógicas.
  • Mudança no mês de revisão salarial de março para janeiro.
  • Eleição para diretor de escola.
  • O Parágrafo único do art. 45, refere-se a tabela de vencimentos que é corrigido anualmente conforme o valor aluno/ano (baseado no Piso Salarial Nacional, para 2015, foi aprovado 13,001%.

 Após as indagações de Marcilene, que foi muito aplaudida pelos presentes, o vereador Jardel Miranda, se pronunciou, oferecendo apoio a classe e se comprometendo no que for cabível, amparar as reivindicações do sindicato junto ao poder executivo.

 O vereador José Antunes Coringa vulgo “Dedé Paulista” também fez o uso da palavra e denunciou as condições precárias que se encontram as escolas do povoado Coquinhos e Cazuqui, o vereador ponderou ainda sobre a importância dos professores na formação dos cidadãos, citando o mesmo como exemplo e disse estar solidário as reivindicações dos professores e se depender dele os professores terão aumento salarial de 13,01%.

 Curiosidades…

 Antes do pronunciamento de Dedé Paulista, o presidente da câmara, João Evangelista pediu para o público presente não se manifestar com aplausos e permanecessem em silêncio, mas, após seu pronunciamento, Dedé Paulista, olhou para platéia e disse: “se quiserem pode aplaudir”, causando assim aborrecimento no presidente da câmara, que indignado, reclamou do colega, acusando o mesmo de está motivado o público presente a cometer atos ilícitos.

 IMG-20150302-WA0090 IMG-20150302-WA0077 IMG-20150302-WA0069 IMG-20150302-WA0068 IMG-20150302-WA0065 IMG-20150302-WA0064 IMG-20150302-WA0063

Facebook Comments Box
11 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 1 Filament.io 11 Flares ×

Sem categoria