Pai ataca Paulo do Zeca em programa de rádio após demissão da filha da UPA

2 Flares Twitter 0 Facebook 1 Google+ 1 Filament.io 2 Flares ×

Das várias entrevistas do genial locutor Henrique Miranda vulgo “Chico Arara”, no programa “a verdade”, sem dúvidas a de ontem foi uma das mais curiosas, interessantes e sem dúvidas, uma das  mais polêmicas, não pelas declarações ou por denúncias, mas, por tudo que ocorreu no decorrer do programa ao vivo.

Um pai conhecido como Coelho do Branco,  teve a filha demitida da unidade de pronto atendimento – UPA e decidiu utilizar aquele veículo de comunicação para mostrar sua indignação, protestar e desabafar, tendo como seu principal alvo, o Sr. Paulo Paraguassu Mousinho Lima, o “Paulo do Zeca”, pai de Bianca Barros Lima, diretora da UPA em nosso município.

BIANCA DIRETORA DAUPA
Bianca Barros Lima, diretora da UPA – Foto: Antonio Luiz

Segundo o Sr. Coelho do Branco, sua filha teria sido demitida sem qualquer aviso prévio ou comunicado, de forma desrespeitosa e sem qualquer consideração para com ela e a ele próprio.

A revolta do Sr. Coelho do Branco estaria baseada no fato do mesmo ser aliado político de Paulo do Zeca e segundo o mesmo, este teria sido traído por Paulo em três situações, 1º na ordem maçônica, 2º traição partidária e 3º traição familiar, para o Sr. Coelho do Branco a população teria ficado indignada com a demissão de sua filha (eu honestamente tenho muito mais motivos para me indignar do que este) e que cobravam dele uma declaração no programa a verdade.

“O Paulo não foi homem suficiente, nesse ponto ele não tá sendo homem!”

O revoltado pai declarou ainda ser amigo do deputado estadual Neto Evangelista (sobrinho do Paulo), mas, que ao tentar ligar para o mesmo, este não atendeu, porém na época da política ele atende.

“Quando é na véspera da política atende e agora não atende”.

Coelho do Branco ainda citou o nome do ex-prefeito Celsinho, que segundo ele teria doado o emprego a sua filha, juntamente com a ex-vereadora Pretinha, lembrando que as contratações da UPA eram e sempre foram por meios de apadrinhamento político, na época das contratações, os políticos aliados de Roseana (Celsinho e Zé Mário) indicaram vários nomes e agora (o que deu a entender na entrevista) Paulo do Zeca é quem aponta quem deve ser contratado.

O Celsinho que é meu amigo, quer queira, quer não, é um líder político, já que não querem respeitar o Coelho do Branco, que respeite o Celsinho, que aquele emprego foi doado por ele”.

De forma inusitada no transcorrer do programa, algumas pessoas decidiram participar do debate através do telefone e algumas declarações curiosas foram dadas, como por exemplo, uma senhora que se identificou como Eva, dizendo para o “Paulo honrar as calças que veste”.

“Se eu chegar na casa de alguém pedindo voto pra esse cidadão, diga prá mim, na minha cara, que eu sou um bandido e que tenho duas caras”.

O programa seguiu e mais fatos curiosos foram acontecendo, como o telefonema de um familiar do Paulo, informando que o Coelho do Branco, não votou em Neto Evangelista e sim em Nina Melo (apoiada por Celsinho), Coelho do Branco disse ter votado em Neto Evangelista sim e que sua neta era testemunha (mais uma vez fica claro que as contratações da UPA são de cunho político e não por mérito).

Novamente uma familiar do Paulo liga para o programa e diz que a filha do Coelho do Branco não votou em Neto Evangelista (como se isso fosse critério para a contratação).

“Para saber se a Rita votou ou não votou no Neto, isso não posso afirmar, o que ela me dizia, era que iria votar no Neto Evangelista”.

De repente o vereador Dedé Paulista também entra ao vivo no programa, parabenizando o entrevistado (não sei pelo o que) e que este era solidário ao mesmo, depois uma senhora que não quis se identificar se dirige a emissora de rádio e também ao vivo emite críticas ao Sr. Paulo, outros ligam e elogiam o entrevistado.

Minha opinião:

Na minha humilde opinião, o que se ouviu ontem no programa “a verdade” do estimado locutor Henrique Miranda, foi uma demonstração do que acontece nos bastidores da política local, influência política (votos) em troca de favores, empregos, regalias, status, ficou estampado que a revolta do Sr. Coelho do Branco não foi pelas demissões da UPA (cerca de 50)  e sim pelo fato de sua filha não ter sido privilegiada, por que tem o sobrenome Lima e pelo fato deste ser partidário do Sr. Paulo do Zeca, já que o mesmo se declarou eleitor de Paulo e de Neto Evangelista.

Ficou escancarado a falta de critério para as contratações de funcionários da UPA, bastando apenas ser eleitor de A ou B, para ser nomeado aos cargos, o que é uma vergonha, por que não realizam concurso ou um seletivo e contratam quem estaria mais bem preparado? simples, a UPA é um celeiro eleitoral, onde é beneficiado quem futuramente poderá beneficiar quem os contratou.

Rezo para que no futuro os cargos disponíveis da UPA, sejam destinados sem o critério do sobrenome ou do partido, mas, que se leve em consideração o currículo, a formação e a capacidade do contratado. Lamentável!

 

Facebook Comments Box
2 Flares Twitter 0 Facebook 1 Google+ 1 Filament.io 2 Flares ×

Sem categoria