Novo chefe da 15ª Ciretran foi indicado por Rogério Cafeteira

Foto: blognetoferreira.com.br

Foto: blognetoferreira.com.br

Para a felicidade do atual prefeito Waldênio de Sousa (PMDB) e seus aliados, o novo chefe da 15ª Ciretran de São João dos Patos, Bruno Guimarães de Sousa é seu partidário e cabo eleitoral do candidato derrotado Edinho Lobão.

A nomeação foi até anunciada pela CENCOM da prefeitura em sua página no facebook, em tom de comemoração.

A indicação partiu do Deputado Estadual Rogério Cafeteira, atual líder do governo na câmara e aliado do gestor patoense, com a prerrogativa de que a prefeitura estaria arcando com todas as despesas deste órgão, que é uma repartição estadual, pois faz parte do DETRAN.

Mas nem todos comemoraram a indicação de Bruno para o cargo, os aliados de Flavio Dino, partidários do governo e uma parte da regional,  receberam a notícia de forma negativa e logo passaram expor suas indignações nas redes sociais, tudo por que o novo chefe do Ciretran nas últimas eleições fez campanha contra Flávio Dino, sendo assim, para muitos, não deveria ter sido indicado, enquanto muitos partidários, que ergueram bandeira, pediram voto, articularam campanha, sequer foram lembrados pelo governo comunista.

Sem contar que  o atual governador Flavio Dino, em várias oportunidades ressaltou a necessidade de moralizar o departamento de transito de nosso estado, habituado com o uso desse departamento para fins políticos, onde se apreende os veículos irregulares e os políticos mandam liberar, como um favor que será cobrado em épocas de eleição.

Ocorre que um departamento como o Ciretran, nas mãos de um prefeito que está em campanha, poderá servir de elevador eleitoral, para ele e seus aliados, por isso as  comemorações da nomeação acima citada, ter alguém fiel nessa cadeira é muito vantajoso para qualquer político, agora eu pergunto, é vantajoso para o governo do estado? ai depende, não sabemos quais as pretensões do atual governador para 2016, crescer seu partido e aumentar o número de aliados nas cadeiras do executivo e legislativos municipais, com certeza não é, pelo menos não dessa forma.

E afinal quem comanda a Ciretran local, um departamento estadual, com cara de secretaria municipal, onde o prédio pertence ao prefeito, os servidores são contratados pela prefeitura, o chefe também é o prefeito quem escolhe, deveriam mudar o nome para secretária municipal de transito.

As polêmicas nomeações do governo Flávio Dino

Em 1º de fevereiro de 2015, Flávio Dino, governador do Maranhão anunciou como líder do seu governo na Assembleia Legislativa do Estado, o Deputado Rogério Cafeteira (PSC),  um anúncio que surpreendeu a classe política maranhense, uma vez, que Rogério Cafeteira é aliado histórico do grupo de Roseana Sarney.

Flávio Dino que pregava o fim do clã Sarney, indicou como líder do seu governo um “Sarneyzista” de marca maior, aliado da oligarquia que depredou o Maranhão por quase 50 anos.

Eleito sob o discurso da mudança e do fim dos privilégios, Dino contemplou um dos símbolos da velha política, alavancada no sobrenome e enormes gastos com campanhas políticas, que paga pelo apoio de prefeitos e lideres políticos, sem dúvida uma decepção para quem acredita que o Maranhão seguiria por outro caminho.

Não obstante a esse fato, outras nomeações desse governo vem causando polêmica e até descontentamento de eleitores, aliados e admiradores do atual governador, como o cargo de Chefe de gabinete do governado dado a Joslene Rodrigues, com quem Marcio Jerry, secretário  estadual de Articulação Política, mantém relacionamento afetivo, juntamente com a “cunhada” Joslea Rodrigues, secretária adjunta de esportes.

Além da namorada e da cunhada, Márcio Jerry presenteou ainda ao seu irmão, Samuel Barroso, com a pró-reitoria do IEMA (Instituto Estadual de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão), órgão criado no início de janeiro pelo novo governo, e o seu filho, Caetano Barroso, é quem dá as cartas na Secretaria de Estado da Juventude.

Outra nomeação polêmica foi a de Maria da Paz Viana Soares Reina, para comandar a Unidade Regional de Educação de Açailândia, que responde na Justiça Federal em razão de oferecimento de curso superior à distância sem a autorização do Ministério da Educação (MEC) pela Faculdade Reunida (FAR) e pela emissão de diplomas falsificados pela Faculdade Aberta de Filosofia, Teologia, Educação Física e Pedagogia Religiosa (FAENTEPRE).

A nomeação de Walter França Silva Júnior, dono da Construtora Ramos França Ltda, registrada no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) com endereço onde, na verdade, existem apenas residências, uma empresa fantasma envolvida em um esquema fraudulento com a prefeitura de Santa Rita.

Tais nomeações foram notícias no Jornal Folha de São Paulo, que chamou o ato de  “A grande família”, veja:

Leia a reportagem completa em: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/01/1582622-dino-nomeia-parentes-de-aliados-no-maranhao.shtml

Onde o governador Flavio Dino coloca seu ponto de vista sobra as acusações de um suposto nepotismo disfarçado

Brasil o país da corrupção e eleitores corruptíveis

É lamentável o que vem ocorrendo com o nosso país em termos de corrupção, atualmente a mídia tem revelado os escândalos da corrupção, que envolvem políticos importantes no cenário nacional, deputados estaduais, federais, senadores, governadores e até a presidente Dilma.
Esse roubo de dinheiro público fragiliza a nação, diminui as possibilidades de realizar obras de infraestrutura tão necessárias ao nosso desenvolvimento e obriga a nação muitas vezes a se endividar para concluí-la, no caso específico da PETROBRAS quem tá pagando a conta do rombo é o povo brasileiro, que além de ter sido roubado, ainda arca com o prejuízo.
Sei que a corrupção não é um privilégio da nação brasileira, ela está em todos os recantos e ainda sobrevive nos países desenvolvidos embora em menor intensidade. Mas o único povo que aceita isso de forma pacífica é o povo brasileiro e ainda reelege o político corrupto, como se o premiasse pelo ato ilícito, Renan Calheiros (atual presidente do senado) é um exemplo disso, o mesmo em 2007  teve que renunciar após denúncias que suas contas particulares eram pagas com dinheiro de propinas por lobistas, para escapar da cassação.
Se queremos efetivamente extinguir a corrupção da política nacional, devemos antes de tudo extinguir a corrupção dos eleitores, pois só existe o político corrupto, por que existe o eleitor corruptível, que vende ou troca seu voto por qualquer bem material, favores e facilidades, conforme denunciado ontem no Fantástico, da Rede Globo.
Essa prática de compra de voto é tão corriqueira em nosso meio, que é comum vermos em época de campanha política, um aumento significativo nas vendas de materiais de construção e mais comum ainda observarmos, as várias reformas e obras em residências de nossa cidade,  levantamento de muros, troca de telhados, rebocos, etc.
Mal sabe esse eleitor, que ele está trocando uma melhor educação para seu filho, um melhor atendimento médico e hospitalar para si e sua família, uma melhor pavimentação para sua rua e de sua comunidade, um meio de transporte público mais digno, uma segurança melhor equipada, por alguns baldes de areia, algumas alvenarias ou tijolos, alguns sacos de cimento, bens que findarão, restando apenas o imediatismo e a enganação a que foi submetido, sem a moral de poder cobrar do político corrupto, que lhe usurpou não apenas valores materiais, mas, a dignidade e a oportunidade de poder oferecer um futuro melhor para seus filhos, netos e a si próprio.
Só para recordar, os políticos maranhenses denunciados no escândalo de corrupção da Petrobras:
  • Roseana Sarney (PMDB), ex governadora.
  • Edison Lobão (PMDB), senador e ex ministro de Minas e Energia.
  • Waldir Maranhão (PP), Deputado federal.
Lembrem destes nomes em 2018, quando estiverem de frente com a urna.

Ministro anuncia aeroporto para São João dos Patos

Hildo Rocha em audiência com Ministro Padilha

A Secretaria Nacional da Aviação Civil investirá R$ 2 bilhões na construção ou reforma de 80 aeroportos regionais em oito estados, sendo 11 no estado do Maranhão. Essa informação foi confirmada para o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) pelo ministro Eliseu Padilha durante audiência no ministério que contou com a participação do prefeito Erick Costa, de Barra do Corda, um dos municípios a serem contemplados.

Além de aproximar a população e conectar melhor o país, o programa de aviação civil regional pretende interiorizar o desenvolvimento econômico da área. “Vamos dar acesso aos brasileiros a um transporte que um dia atendeu apenas uma parcela da população”, afirmou o ministro.

Hildo Rocha confirmou os municípios de Bacabal, Barra do Corda, Carolina, Caxias, Imperatriz, Pinheiro, Santa Inês, Balsas, São João dos Patos e Governador Nunes Freire a serem contemplados no Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional. “Trata-­se de um importante programa que vai integrar o país e movimentar a economia dessas localidades”, disse o deputado.

Eliseu Padilha garantiu total integração com as instituições envolvidas e confirmou o subsídio para 50% das passagens aéreas. Em relação ao aeroporto de Bacabal, o ministro solicitou a outorga da área e informou que as obras serão iniciadas em breve. “Teremos em Bacabal um moderno aeroporto com capacidade para pousos e decolagens de grandes aeronaves”, disse.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Dia-internacional-da-Mulher

Lava Jato: Roseana Sarney, Waldir Maranhão e Edison Lobão serão investigados pelo Supremo

O Globo – O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (6) autorizar a abertura de inquérito para investigar 47 políticos suspeitos de participação no esquema de corrupção da Petrobras revelado pela Operação Lava Jato.

cats5Além dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a lista traz os nomes da ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, do ex-ministro e senador Edison Lobão, e do vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão, que serão investigados a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O ministro do STF Teori Zavascki, relator dos processos relativos à Operação Lava Jato, autorizou a

abertura de investigação contra políticos de ao menos quatro partidos: PT, PSDB, PMDB e PP. O ministro tirou o sigilo dos 28 pedidos de abertura de inquérito contra deputados e senadores acusados de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras.

Conforme a assessoria do STF, os 47 políticos serão investigados em 21 inquéritos instaurados no tribunal. Para o ministro Teori Zavascki, há indícios de ilicitude e não foram verificadas “situações inibidoras do desencadeamento da investigação”.

Arquivamentos
Além dos pedidos de abertura de inquérito, o Ministério Público Federal pediu o arquivamento em outros sete casos, entre os quais os dos senadores Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado à Presidência da República, e Delcídio Amaral (PT-MS); e dos ex-deputados Alexandre Santos (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ex-presidente da Câmara.

Outros três – os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Romero Jucá (PMDB-RR) e o deputado e ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – tiveram parte das acusações arquivadas, mas serão alvos de inquérito em relação a outra parte.

Veja abaixo a lista de investigados:

Renan Calheiros, Aníbal Ferreira Gomes – Instauração
Roseana Sarney e Edison Lobão – instauração de inquérito e diligências
João Alberto Pizzolati Jr. – instauração de inquérito e diligências
Aníbal Gomes – instauração de inquérito e diligências
Lindbergh Farias – instauração de inquérito e diligências
Vander Loubet, Cândido Vacarezza – instauração de inquérito e diligências
Gleisi Hoffman – instauração de inquérito e diligências
Humberto Costa – instauração de inquérito e diligências
Simão Sessim – instauração de inquérito e diligências
Arthur Cezar Pererira de Lira e Benedito de Lira – instauração de inquérito e diligências
Arthur Cezar Pereira de Lira e Benedito de Lira – instauração de inquérito e diligências
José Mentor – instauração de inquérito e diligências
Edison Lobão – instauração de inquérito e diligências
Eduardo Cunha – instauração de inquérito e diligências
José Otávio Gemrmano, Luis Fernando Ramos Faria – instauração de inquérito e diligências
João Alberto Pizzlati e Roberto Sérgio Ribeiro Coutinho Teixeira – instauração de inquérito e diligências.

João Alberto Pizzolati Jr – instauração de inquérito e diligências
Nelson Meurer – instauração de inquérito e diligências
Waldir-Maranhão-1Eduardo Henrique da Fonte e Ciro Nogueira Lima Filho – instauração de inquérito sobre Eduardo e arquivamento em relação a Ciro Agnaldo Veloso Borges Ribeiro, Aline Corrêa, Aníbal Ferreira Gomes, Arthur César Perreira de Lira, Carlos Magno Ramos, Ciro Nogueira, Dilceu Sperafico, Eduardo Henrique da Fonte, Gladson de Lima Cameli, Gerônimo Pizzoloto, João Alberto PIzzolati Jr., João Felipe de Sousa Leão, João Luís Argôlo Filho, João Sandes Júnior, José Afonso Han, José Linhares da Ponte, José Olypio Silveira Moraes, José Otávio Germano, José Renan Vasconcelos Calheiros, Lázaro Botelho Martins, Luís Fernando Ramos Faria, Mário Negromonte, Nelson Meurer, Pedro da Silva Corrêa, Pedro Henry, Renato Mole, Roberto Ferreira de Brito, Roberto Sérgio Ribeiro, Romero Jucá, Simão Sessim, Valdir Raupp de Mattos, Vilson Luis Covatti, Waldir Maranhão – instauração de inquérito e diligências
Antônio Palocci Filho – remessa dos autos ao juízo de origem
Valdir Raupp de Mattos – instauração de inquérito e diligências
Fernando Collor de Mello – deferiu diligencias
Antonio Augusto Anastasia, também inquérito aberto por PF e encaminhado para cá – deferiu diligência.

Entrevista do Prefeito Waldênio ao Programa a Verdade

waldenioO Exmo. Sr. Prefeito Waldênio de Sousa, concedeu mais uma entrevista ao conceituado radialista, Henrique Miranda, vulgo “Chico Arara”, nesta quarta-feira, 04/03/2015, no Programa “A verdade” onde respondeu a algumas questões de interesse da população patoense.

Antes de iniciar a entrevista, o radialista Chico Arara leu um texto retirado possivelmente do blog de Domingos Costa, onde se relata a inclusão do ex – prefeito José Mário na Lei Complementar 135 e uma certidão exarada pelo TCE-MA, onde se confirma a desaprovação de contas do ex gestor, fato que poderá, inclui-lo como ficha suja e torná-lo inelegível.

Acompanhem os principais pontos da entrevista conduzida por Chico Arara:

Como você recebeu essa notícia que está circulando nos principais blogs e jornais do Maranhão e do Nordeste? (se referindo a desaprovação das contas de José Mário).

Waldênio: Agente de uma certa forma, na condição de gestor, eu sei da dificuldade agora entrando no terceiro ano de governo, da responsabilidade que é cuidar do que é público, temos que ter realmente muita cautela nas nossas prestações de contas, nas execuções, daquilo que estamos propostos a fazer, na elaboração dos nossos programas licitatórios, nas nossas contratações, que é isso que eu tenho sempre batido com muita precisão, muito afinco, com muita dedicação.

Em relação ao Geovany Beltrão assumindo o cargo de secretário de agricultura e também o Magrão, que saiu da vereança assumindo como secretário de obras, como você ver essas peças que você acabou de mexer?

Waldênio: Eu tenho tido a felicidade de ter secretários que vêm de outra gestão mas, que entenderam minha mensagem e que entende o projeto que tenho. O Geovany trás pra nós esse leque de possibilidades em termos de acessibilidade ao governo federal, ministério da agricultura e poder avançar no nosso projeto mais ainda, sem falar obviamente no projeto político que é uma soma enorme para o nosso grupo.

Você vai mexer na educação e na saúde? As duas secretárias estão conscientes?

Waldênio: No momento oportuno se necessário for, faremos isso. Todos os meus secretários, não só a educação e saúde, todas elas desde o começo estiveram cientes disso e no momento oportuno faremos isso.

Você conseguiu trazer a Rilda para Câmara de vereadores, existe um compromisso de projeto de reeleição?

Waldênio: 100%.

Existe a questão de salários atrasados?

Waldênio: Não temos nenhum professor com salários atrasados, os cargos comissionados que nós temos no município, nós não temos nenhum atrasado, todos os contratos que nós tínhamos no município não temos nenhum atrasado, o que causou um problema (um mal estar) no município foi uma terceirização.

A Marcilene esteve na câmara de vereadores segunda-feira, reivindicando algumas coisas, incluindo Plano de Cargos e Salários e que este projeto estaria na sua mesa há dois anos e que até então isso não foi solucionado, isso não desgasta você e essa classe, que é uma classe tão importante e formadora de opinião, o que está acontecendo para que este plano seja sancionado, assinado, colocado em pauta?

Waldênio: A gente tem um parecer jurídico, inclusive esse plano foi elaborado com o sindicato e também o setor jurídico da prefeitura, nessa discussão, a parte jurídica foi aprovada, então o próximo passo que o sindicato queria era que eu mandasse diretamente o projeto para câmara dos vereadores, ao longo do plano de cargos e salários, ele tem impacto na folha, então eu tenho que ter um parecer contábil financeiro, isso eu conversei na ultima reunião que eu tive lá no sindicato, com todos os membros do sindicato, deixei bem claro, vai passar pelo setor financeiro, setor contábil para enfim agente bater o martelo … E quando será batido esse martelo (Chico Arara)… Ai vai depender do setor contábil e do setor financeiro, pra mim o quanto antes, não existe em nenhum momento desinteresse por minha parte, com relação a categoria dos professores.

A questão do rateio, tem um restante de rateio do ano passado, que no ano passado eu sentei com o sindicato, e agora de agora em diante eu quero de além de sentar com o sindicato, fazer audiência, toda fez que eu for sentar com o sindicato, ter uma assembleia geral, pra que todos os professores fiquem sabendo o que realmente nós estamos discutindo, eu acho que não ta, por que eu acho que não ta, sinceramente, por que o que acontece o ano passado, quando chegou o rateio, nós sentamos com o sindicato e tomamos a seguinte decisão, nós íamos ou não íamos dar aquele rateio, eu tenho o ano todinho para mim dá o rateio, não tem escrito em lei, em local nenhum, que o rateio chegou amanhã, eu tenho que pagar amanhã, então quando eu cheguei no sindicato no ano passado eu disse assim: “se manhã lá no final do ano faltar recurso pra pagar salário de vocês como é que nós vamos fazer? Nós vamos fazer um acordo em conjunto e se amanhã faltar nós já estamos sabendo, onde é que ta o dinheiro, ta certo aqui? Tá certo”. Chegamos no final do ano o que aconteceu? Felizmente nada! E se tivesse acontecido? Eu tá pregado nas minhas costas que eu atrasei salário de professor, né verdade? Eu sei que nesse momento o sindicato ia tirar o dele da reta e ia cair pra cima de mim, eu quero agir só com responsabilidade, o que é da categoria, de rateio, de diferença, ou qualquer coisa, vai pra categoria, no momento certo e obviamente sou eu quem decido isso e pela minha responsabilidade eu vou esperar, até tomar a certeza que todos os recursos que nós temos ao longo do ano, dá pra pagar o salários dos meus professores.

Eu vou fazer o rateio e se a decisão for política, eu vou valorizar com rateio, os professores que estão dentro da sala de aula, é uma decisão política minha.
Por que daqui uns dias nós vamos ter professores que estão fazendo concurso para não ser professor, por que quem ta na coordenação, eu entendo que tem um privilégio, tem o salário de professor e tem o adicional, quem é diretor, eu entendo que ele já tem o salário dele e também o adicional que é bem significativo.

Será que a gente ficar num setor administrativo é mais problema do que cuidar de uma sala de aula, com 30 alunos dentro? Claro que não! Então eu tenho que valorizar esse tipo de professor e isso eu vou fazer, pode ficar tranquilo toda categoria de professores, o rateio é de vocês, não quero absolutamente nada, só quero ser sensato, só quero ser honesto, principalmente comigo e com o povo de São João dos Patos.

 

Processo no TCE-MA deverá enquadrar José Mário como ficha suja

Zé Mário tem contas reprovadas

Zé Mário ex prefeito de São João dos Patos(MA)

O ex-prefeito de São João dos Patos, e pré candidato as eleições de 2016, José Mário Alves de Sousa, poderá ser enquadrado na Lei complementar nº. 135, lei da ficha suja, devido a suas contas desaprovadas pelo órgão de controle externo, o que poderá torná-lo inelegível, já que tal delito é adotado pela Justiça Eleitoral como um dos critérios para impugnação de candidatura.

Vale ressaltar que há vários casos de políticos, que mesmo sendo considerado fichas sujas, conseguem se candidatar através de liminar, enquanto aguardam o julgamento junto ao TSE, que pode derrubar a decisão dos TRE’s.

Enquanto a Lei da Ficha Limpa diz que um político “ficha suja” só pode voltar a se candidatar oito anos após sua última eleição, o TSE  (Tribunal Superior Eleitoral) vem balizando uma posição diferenciada, devido a uma interpretação de prazos eleitorais.

A lei tem várias brechas que podem ser utilizadas para “limpar” o nome de José Mário e este se lançar candidato, mas, o julgamento também poderá ser desfavorável ao mesmo e ainda que consiga concorrer ao cargo de gestor e por ventura se eleger, terá que devolver a cadeira do executivo, ou seja, a liminar pode oferecer a candidatura, mas, não assegura o mandato, e será que vale a pena arriscar?

certidão

Professores lotam Câmara Municipal para apoiar reivindicações do SINPROED

Ontem a sessão da câmara de vereadores esteve lotada, em sua maioria, por professores da rede municipal, que se dirigiram àquela casa para solicitar maior celeridade na aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal – PCCS e apoio dos vereadores nas questões relativas a valorização dos professores.

A Ilma. Senhora Marcilene Fonseca, presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação utilizou a tribuna da câmara, para expor alguns pontos que são hoje reivindicações da classe como: a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal, aumento salarial de acordo com o piso nacional de 13,01%, entre outras coisas.

Marcilene criticou ainda a demora do atual prefeito na apreciação e envio do projeto de aprovação do PCCS a câmara de vereadores, indagando que o mesmo se encontra há aproximadamente dois anos na mesa do gestor, sem que se tenha uma manifestação sobre o mesmo.

A presidente do sindicato, ainda lembrou do embate que teve com o contador da prefeitura, há alguns dias atrás, na questão do repasse do FUNDEB, lembrando que até se prove o contrário, este é direito dos professores e que a classe deverá lutará por ele.

Assuntos e reivindicações abordadas por Marcilene, representando os professores:

  • Jornada de trabalho de acordo a Lei do Piso Nacional – 20h – 13 h, em efetivo exercício, mais 7h em atividades docentes;
  • Gratificações por funções 70% para direção e 50% para supervisores e para coordenadores pedagógicos.
  • Redução da jornada de trabalho para professores que tenham filhos com necessidades especiais (mediante comprovação médica).
  • Redução da jornada de trabalho para professores com 50 anos de idade e 20 anos de efetivo exercício.
  • Legalização das permutas, sessão ou cedência.
  • Mudanças nas nomenclaturas pedagógicas.
  • Mudança no mês de revisão salarial de março para janeiro.
  • Eleição para diretor de escola.
  • O Parágrafo único do art. 45, refere-se a tabela de vencimentos que é corrigido anualmente conforme o valor aluno/ano (baseado no Piso Salarial Nacional, para 2015, foi aprovado 13,001%.

 Após as indagações de Marcilene, que foi muito aplaudida pelos presentes, o vereador Jardel Miranda, se pronunciou, oferecendo apoio a classe e se comprometendo no que for cabível, amparar as reivindicações do sindicato junto ao poder executivo.

 O vereador José Antunes Coringa vulgo “Dedé Paulista” também fez o uso da palavra e denunciou as condições precárias que se encontram as escolas do povoado Coquinhos e Cazuqui, o vereador ponderou ainda sobre a importância dos professores na formação dos cidadãos, citando o mesmo como exemplo e disse estar solidário as reivindicações dos professores e se depender dele os professores terão aumento salarial de 13,01%.

 Curiosidades…

 Antes do pronunciamento de Dedé Paulista, o presidente da câmara, João Evangelista pediu para o público presente não se manifestar com aplausos e permanecessem em silêncio, mas, após seu pronunciamento, Dedé Paulista, olhou para platéia e disse: “se quiserem pode aplaudir”, causando assim aborrecimento no presidente da câmara, que indignado, reclamou do colega, acusando o mesmo de está motivado o público presente a cometer atos ilícitos.

 IMG-20150302-WA0090 IMG-20150302-WA0077 IMG-20150302-WA0069 IMG-20150302-WA0068 IMG-20150302-WA0065 IMG-20150302-WA0064 IMG-20150302-WA0063

Waldênio e Edna Santana batem boca em programa de rádio

debate

Deu o que falar o programa comandado por Henrique Sampaio ontem na rádio Sertão FM, quando durante uma entrevista com a Sra. Edna Santana, onde o tema seria, assuntos relativos a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, começou um amplo debate entre a entrevistada e o atual prefeito de São João dos Patos, Waldênio Sousa.

A Sra. Edna Santana, explanou contextos relacionados à aula inaugural e a construção de um prédio próprio da UEMA, em nossa cidade, em terreno cedido pela união, onde hoje se encontra a Secretaria municipal de obras, sugerindo que o atual prefeito estaria dificultando a desocupação da área e isto estaria causando um entrave na construção do prédio que será utilizado pela universidade.

No decorrer do programa, o Sr. Waldênio, através de telefone, resolveu responder às colocações de Dona Edna, ocasionando assim um bate boca entre os dois, que gerou muitos comentários em nossa cidade.

Acompanhe algumas declarações de Edna Santana, durante o programa ao vivo.

Estamos enfrentando uma grande dificuldade, que é a desocupação da área, que a prefeitura ocupa, isto está sendo um entrave prá nós”. Edna Santana.

Ontem estive na secretaria de obras, apesar de ter não me encontrando com o secretário de obras, infelizmente eu não vejo nenhuma movimentação para a desocupação”. Edna Santana.

Espero que a comunidade nos ajude, as pessoas possam sensibilizar o prefeito, para que ele possa desocupar essa área e agente possa dar início ao nosso projeto”. Edna Santana.

As declarações acima devem ter irritado o nosso gestor que decidiu ligar para a rádio sertão FM e apresentou suas alegações ao vivo para toda a comunidade, acompanhe:

“Eu quero dizer professora Edna a você, que esse sensacionalismo barato, de chamar a população, pra me tirar, você quer um troféu, por que hoje você tá contra o prefeito, pra dizer que botou o prefeito pra fora”. Waldênio.

“Todo esse tempo que a UEMA está funcionando aqui em São João dos Patos, o aluguel quem paga é a prefeitura, desde do dia que a senhora solicitou”. Waldênio.

A senhora sabe muito bem que a senhora não vai fazer isso esse ano, então, vamos deixar de sensacionalismo barato, você trabalha com educação, coisa séria, vamos deixar de tá enganando as pessoas, tá achando que todo mundo aqui é besta, aqui não tem nenhuma criança”. Waldênio.

Sensacionalismo barato não, de nenhuma maneira, isso ai, eu não aceito, isso ai é jogar a população no terrorismo contra um prefeito jovem, mas, sério, que sabe das coisas e não é menino do buchão, me respeite! Viu me respeite! Waldênio.

Logo após o desabafo do atual prefeito, Edna Santana voltou a se pronunciar, dirigindo-se diretamente ao Sr. Waldênio, que mas uma vez retrucou e a discussão seguiu, acompanhem:

Você sim não me respeita, dizendo que estou fazendo sensacionalismo barato, o senhor me respeite, por que isso não é assim e o senhor está completamente enganado”. Edna Santana.

Eu não estou aqui, para dizer que vou tirar o senhor, por que na verdade, infelizmente eu não tenho essa condição, mas, se tivesse já teria lhe tirado, então se o senhor quer briga, nós vamos brigar, agora me respeite”! Edna Santana.

Você sabe muito bem que estamos esperando a conclusão do matadouro, para tirar a secretaria de lá, faça o projeto, na hora que você vier executar, nós vamos sair, com o maior prazer”. Waldênio.

“Você acha que eu não tenho arquiteto para fazer, graças a Deus já tá tudo encaminhado, agora, sem o senhor desocupar, é totalmente inviável, agora aguardar o funcionamento de um matadouro, eu digo ao senhor, o senhor está inviabilizando, um grande benefício, para a região, não só para São João dos Patos”. Edna Santana.

Nunca deixei de lhe atender e todos os pedidos que você faz, eu não me lembro de em nenhum momento, de ir com falta de respeito com você”. Waldênio.

Cite agora os pedidos que lhe fiz e que o senhor me atendeu. Edna Santana.

Você tá dentro de uma instituição, que a indicação foi feita pelo prefeito, que quem paga o aluguel é a prefeitura, você tá dentro de uma instituição que os cargos que tem, toda liberdade quem deu foi eu, você fazer, o que mais você quer? Waldênio.

Agora digo a você que não estou lá indicada por você, se estou permanecendo é por que eu trabalho, por que tenho responsabilidade e sempre buscando a ampliação para o município que venha beneficiar, toda a população, não estou lá, indicada por você”. Edna Santana.

O embate continuou e dois começaram a discutir simultaneamente…

Pois tudo bem Dona Edna, vá até o meu gabinete tratar disso, e se a senhora quiser entregar o centro vá lá, que estou no ponto para receber. Waldênio.

Você que quer que entregue, isso você não ter o prazer, eu não entregarei, porque eu tenho prazer de trabalhar na universidade, que eu considero, um bem meu, você quer que eu faça isso, mas esqueça. Edna Santana.

“Respeite o povo de São João dos Patos e vá lá no meu gabinete, prá gente conversar disso”. Waldênio.

“Eu acho que é hora da gente parar, por que um prefeito e uma professora,como sou, não deveria de forma nenhuma, está colocando isso aqui ao vivo, lavando roupa suja, num momento tão inoportuno”. Edna Santana.

Durante alguns segundos ambos falaram ao mesmo tempo:

“Ah mas você tá chamando o povo de São João dos Patos, sim Dona Edna, a senhora quer respeito e não dá respeito(Waldênio)….. O senhor invadiu a nossa entrevista (Edna Santana) … “eu sou autoridade rapaz, me respeite” (Waldênio) …

Depois o locutor finalizou o programa.

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress