O pula-pula dos políticos patoenses!!!

13 Flares Twitter 0 Facebook 12 Google+ 1 Filament.io 13 Flares ×

Tá cada vez mais complicado analisar a política da nossa querida cidade de São João dos Patos. Elaborando hoje um panorama, com calma, seguindo todos os preceitos éticos e políticos, hoje seria impossível dizer com clareza quem é quem na conturbada situação “politiqueira” da nossa cidade atualmente.

É um pula-pula sem fim e a tendência é que isso se perpetue até 2016, muitas e muitas vezes.

São muitos os episódios, que nos levam a conclusão que hoje ninguém é de ninguém, no quadro político municipal, começando pelo ex-prefeito José Mário, que nas eleições de 2012, jurava em palanque amizade eterna ao atual prefeito Waldênio, garantindo aos seus eleitores, acompanhá-lo durante todo o seu mandato, orientando e  ajudando para que este fizesse uma gestão melhor que a sua, bastou o Sr. Waldênio mostrar interesse em se reeleger, pronto, acabou a amizade eterna.http://www.hiltonfranco.com.br/wp-content/uploads/2013/10/ze-mario-2.jpg

Outra situação interessante foi a eleição da Câmara de Vereadores, onde o vereador João Evangelista (PMDB), até então, aliado fervoroso do ex-prefeito, foi eleito com o voto dos vereadores da oposição, tendo como adversários, vereadores aliados do próprio PMDB e o ex-prefeito José Mário, que preferiu apoiar Raimundo Nolêto, que sequer compareceu a sessão no dia da eleição.

Durante os anos da atual gestão, alguns secretários e aliados, estranhamente, por alguma causa que desconhecemos, também se declararam oposição ao prefeito.

Recentemente a vice-prefeita Elizamar Lima Sá (PSDB), até então aliada do atual prefeito, de repente, também “pulou” para a “oposição”, deixando a entender que em 2016, estará em palanque contrário ao gestor municipal, segundo declarações da mesma, as ideias políticas de ambos não batem, interessante é que ela só percebeu isso agora, com 2 anos e 5 meses de governo e por “coincidência”, logo após a demissão de seu filho,  Apollo Lima Sá, que era até então um dos advogados contratados pelo município e segundo informações não oficiais, recebeu a dispensa de seu cargo através de mensagem via WhatsApp, causando indignação na atual vice-prefeita.

Isso sem contar com as mudanças no decorrer do ano de alguns vereadores da situação para oposição e vice-versa, secretários, pessoas em cargo de confiança, que levantavam a bandeira do governo interativo e hoje se dizem oposição.

Vamos apresentar alguns exemplos para provar que as mudanças de posicionamentos, as adesões, ou  simplesmente, o pula-pula, historicamente faz parte da tradição política de São João dos Patos.

Analisemos a recente história política patoense:

Em 1996, Celso Antonio da Rocha Santos Sobrinho, “o Celsinho”, foi eleito prefeito de São João dos Patos, apoiado pelo então prefeito, Eduardo Coelho Mendes,  tendo como vice o empresário Belchior Gomes Bandeira de Melo, o adversário de Celsinho nas campanhas eleitorais foi Aldebasto Lima Sá, apoiado pelo ex- prefeito Dr. Nilson Nolêto de Sá.

Passados 4 anos, Celsinho concorreu a reeleição para prefeito, desta vez tendo como vice  a Sra. Elizamar Lima Sá, esposa de Aldebasto e com o apoio do ex-prefeito Dr. Nilson, tendo como adversário José Mário Alves de Sousa, apoiado pelo ex prefeito Eduardo Coelho Mendes.

Em 2004,  Celsinho e Eduardo Coelho Mendes se unem para tentarem eleger Chico Coelho, (genro de Eduardo Coelho), tendo como adversários, José Mário apoiado por Dr. Nilson, que insere seu genro Dr. Heron, na chapa como vice, tendo estes sido eleitos.

Chegando a 2008, José Mário concorre a reeleição e com o falecimento do então vice-prefeito Dr. Heron, a viúva e filha do Dr. Nilson, Aricelli Sá, assume o posto, o adversário desta foi Paulo Paraguassu “o Paulo do Zeca”, tendo como candidata a vice, a Sra. Mariana Lira, irmã de Celsinho e apoio de Elizamar Lima Sá, que concorreu a vereadora, naquela que foi a eleição mais disputada da história de São João dos Patos, com a vantagem de 28 votos, José Mário se reelegeu.

Em 2012, José Mário elegeu o seu sucessor, Waldênio Sousa, tendo como vice Elizamar Lima Sá, e desta vez sua adversária foi a Sra. Aricelli Sá, até então vice-prefeita e secretária de saúde municipal, tendo como candidato a vice o Sr. Disney, marido de Mariana Lira e cunhado de Celsinho, então, Dr. Nilson e José Mário que dividiram o palanque e o governo por 8 anos, se tornam adversários.

Então analisando o parâmetro atual da política patoense, observamos que o pula-pula, já não é novidade para os políticos de nossa cidade e já vem ocorrendo há décadas e se observarmos mais ainda, veremos que não há, uma alternância relevante de poder em nosso município, os sobrenomes são sempre os mesmos e o poder está quase sempre concentrado nas mesmas mãos.

Os políticos pulam, a politicagem não muda, o poder se concentra não mãos dos mesmos e o eleitor depois reclama!

Facebook Comments Box
13 Flares Twitter 0 Facebook 12 Google+ 1 Filament.io 13 Flares ×

Sem categoria