Cadastro eleitoral reabriu dia 09 de dezembro, para alistamento, transferência e regularização

Cadastro eleitoral reabriu dia 09 de dezembro, para alistamento, transferência e regularização

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

A partir desta quarta-feira, 9 de dezembro, os eleitores do Maranhão, podem, pela internet, tirar seu primeiro título (alistamento), fazer a mudança de município (transferência) onde vota, alterar dados pessoais e/ou mudar seu local de votação. Tudo pode ser feito através da ferramenta “Título Net” disponível no endereço eletrônico www.tre-ma.jus.br.

Em razão da pandemia causada pela COVID-19, o atendimento presencial permanece suspenso para cadastro da biometria e os eleitores que estão com o título cancelado poderão se regularizar pelo Título Net, porém ainda não terão seus dados biométricos cadastrados na Justiça Eleitoral.

O cadastro eleitoral estava fechado desde 6 de maio como determina a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), que prevê o fechamento 151 dias antes do pleito. Com o adiamento da votação para 15 de novembro, o novo calendário aprovado pela Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.627/2020 marcou o reinício do atendimento aos eleitores a partir do dia 9.

Passo a passo para o atendimento eletrônico 

No caso daqueles eleitores que estão em situação irregular, antes de preencher o formulário para atendimento, é necessário emitir a guia de multa e realizar o pagamento para prosseguir com o atendimento.

Caso não haja pendência, o eleitor deve preparar a documentação necessária para anexar ao requerimento: documento oficial de identidade com foto (frente e verso), comprovante de residência, comprovante de pagamento de débito com a Justiça Eleitoral (quando houver) e comprovante de quitação do serviço militar (se o requerente for do sexo masculino e maior de 18 anos, para alistamento).

– O eleitor também precisa fazer uma foto no estilo “selfie”, colocando ao lado de sua face, o documento oficial de identificação, com o lado que contenha a foto voltado para a câmera. É proibida a utilização de qualquer adereço, vestimenta ou aparato que impossibilite a completa visão de sua face, tais como óculos, bonés, gorros, entre outros. Os arquivos podem ser enviados nos formatos PDF, JPG e PNG.

– O próximo passo é iniciar o preenchimento do requerimento, no próprio site. O eleitor precisa informar, no formulário, ao menos um telefone para contato, caso a Justiça Eleitoral precise colocar o requerimento em diligência para pedido de complementação de algumas informações que, se não atendido, pode resultar em indeferimento do requerimento.

– O requerimento será concluído somente após análise das informações prestadas e dos documentos apresentados, confrontando-os com a imagem do requerente e sua respectiva fotografia no documento de identificação. Também na plataforma, há a possibilidade do eleitor acompanhar o andamento da sua solicitação.

– Uma vez realizado o pedido, o eleitor poderá acompanhar o status, inclusive se deferido ou não. Se deferido, basta baixar o aplicativo e-título para ter a via digital do documento. Caso indeferido, pode complementar informações, entrando em contato por telefone ou e-mail com o cartório eleitoral de sua cidade.

Em caso de dúvida sobre o andamento da solicitação feita pelo Título Net, o interessado deve entrar em contato com o seu respectivo cartório eleitoral. Os números de telefones, e-mails e horário de atendimento remoto constam no endereço eletrônico https://www.tre-ma.jus.br/o-tre/zonas-eleitorais/telefones-e-e-mails.

Facebook Comments
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sem categoria