Aumenta assustadoramente, crimes praticados por menores em São João dos Patos

5 Flares Twitter 0 Facebook 3 Google+ 2 Filament.io 5 Flares ×
.
Menores presos semana passada em São João dos Patos.                  Imagem: oquartopoder.com.br

O número de ocorrências graves como roubo, furtos e homicídios envolvendo menores de idade, cresceu bastante nos últimos anos em São João dos Patos.

Na semana passada, a polícia prendeu aqui em nosso município uma quadrilha que praticava arrombamentos de comércios. Um dado chamou a atenção das autoridades: dos quatro integrantes detidos, três eram menores de idade, com 14 e 15 anos de idade, sendo que todos, já haviam sido detidos, há bem pouco tempo atrás, pelo mesmo crime.

E como é sabido, muito em breve todos estarão de volta às ruas.

Só neste ano, tivemos homicídio, tentativa de homicídio, vários roubos, furtos e arrombamentos registrados, envolvendo menores de idade, não tenho os números oficiais, mas, fica latente que a tendência é que esses crimes tendem a aumentar, já que há a sensação de impunidade, gerada por nosso código penal, que beneficia menores infratores.

É sabido e notório, o espantoso crescimento do uso de drogas, em nosso município, principalmente por usuários menores de idade, acompanhada da prostituição, praticada em avenidas, ruas, praças, bares, a olhos nus, para quem quiser ver, isso também contribui para a marginalização destes menores, que não vêm qualquer perspectiva de vida e acabam ingressando no crime, muitas vezes para alimentar o vício, ou adquirir bens materiais (celulares, tablets, roupas, tênis, etc.) que não condizem com sua realidade financeira, ao invés de buscar o trabalho e a educação, buscam o caminho “mais fácil”.

Quando algum brasileiro com 18 anos ou mais comete um homicídio pode pegar até trinta anos de detenção. Se, assalta a mão armada, sua pena pode chegar a dez anos. Quem vende drogas está sujeito a penas de até quinze anos. Para os menores de idade as regras são outras. Até atingir 12 anos a criança é considerada inimputável. Ou seja, se for flagrada cometendo um crime, tudo que a polícia pode fazer é procurar sua família e devolvê-la aos pais. Entre 12 e 18 anos, os menores vão a julgamento em cortes especiais e permanecem detidos por um tempo máximo de três anos. Depois, retornam às ruas. É um sistema de punição que funciona como um escudo confortável para a prática dos delitos. Para as quadrilhas de sequestros, roubos e tráfico de drogas, a arregimentação de menores é também a garantia de que seus integrantes estarão de volta à ação num prazo mais curto que o habitual.

A falta de políticas sociais e aplicação de leis mais rígidas é o ponto que impede a diminuição de delitos cometidos pelos jovens. Os adolescentes de hoje não são mais como o de antigamente. Hoje eles possuem uma mentalidade muito mais avançada, no sentido de dispor de informação, de ter noção de suas responsabilidades. Então, eles têm plena convicção dos seus atos e do que qualquer atitude errada pode gerar para eles e para as pessoas que são próximas.

Infelizmente, a classe política, que é a que pode reverter essa situação, parece viver em estado de demência permanente. Eles ainda não perceberam a tamanha gravidade da situação. Em contrapartida, já que as autoridades não se movem, a população vira alvo da criminalidade cometida por esses adolescentes, pagando às vezes até com a própria vida. E quem deveria proteger esse cidadão, criando leis mais eficazes, e porque não dizer mais severas, não fazem nada”.

O mais incrível, é que em nosso país, enquanto este menor não responde criminalmente por suas ações, podem perfeitamente escolher o presidente, governador, prefeito, deputados e senadores, só no Brasil mesmo!

Facebook Comments Box
5 Flares Twitter 0 Facebook 3 Google+ 2 Filament.io 5 Flares ×

Sem categoria