Alugar e reformar um prédio é normal e amparado pela lei

Alugar e reformar um prédio é normal e amparado pela lei

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

O governador Flávio Dino usou o twitter para rebater uma reportagem da TV Mirante, veiculada no Bom Dia Brasil da Rede Globo nesta quarta-feira (6), que trata do aluguel e da reforma do novo Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) em São Luís, com previsão de ser concluído neste semestre. “Para quem não sabe, a Globo no Maranhão é de Sarney, que produz essas matérias “isentas” sobre nosso governo. Na verdade, a TV de Sarney é contra a existência de um hospital de Ortopedia. Por uma razão: ficaram décadas no poder e não fizeram”, afirmou Dino.

O grupo Sarney alega que há irregularidades na reforma do prédio do HTO. Segundo a mídia sarneisista, por ser um imóvel alugado, o governo não poderia fazer a reforma que está sendo realizada no local para abrigar o hospital.

“Quero que alguém me explique como podemos obrigar um particular a fazer uma reforma ou como podemos reformar um prédio sem antes alugar”, questionou Flávio Dino.

Conforme esclareceu o blog Marrapá, a reforma de um prédio alugado é uma prática corriqueira tanto na iniciativa privada quanto no poder público. Trata-se de uma solução mais barata e rápida que a construção de um novo imóvel. Isso porque o valor da reforma será descontado do aluguel, como é praxe em contratos desse tipo. Além disso, essa prática está amparada pela lei.

“Hospital de ortopedia está sendo totalmente reformado para atender bem à população. Vejam o absurdo: queriam que façamos reforma de um prédio sem antes alugar. Realmente espantoso. Claro que isso incomoda quem é contra serviços públicos. Alugar e reformar é muito mais barato e rápido do que construir novo prédio. Isso é simples e fácil de entender. Basta ter boa fé”, esclareceu o governador Flávio Dino.

“Prefiro ser agredido injustamente pela TV do Sarney do que deixar a população sem o Hospital de Ortopedia. Ele funcionará em breve. Garanto”, concluiu.

 

Por: John Cutrim Data de publicação:

Facebook Comments Box
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sem categoria