mar 08

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Dia-internacional-da-Mulher

mar 08

Lava Jato: Roseana Sarney, Waldir Maranhão e Edison Lobão serão investigados pelo Supremo

O Globo – O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (6) autorizar a abertura de inquérito para investigar 47 políticos suspeitos de participação no esquema de corrupção da Petrobras revelado pela Operação Lava Jato.

cats5Além dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a lista traz os nomes da ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, do ex-ministro e senador Edison Lobão, e do vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão, que serão investigados a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O ministro do STF Teori Zavascki, relator dos processos relativos à Operação Lava Jato, autorizou a

abertura de investigação contra políticos de ao menos quatro partidos: PT, PSDB, PMDB e PP. O ministro tirou o sigilo dos 28 pedidos de abertura de inquérito contra deputados e senadores acusados de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras.

Conforme a assessoria do STF, os 47 políticos serão investigados em 21 inquéritos instaurados no tribunal. Para o ministro Teori Zavascki, há indícios de ilicitude e não foram verificadas “situações inibidoras do desencadeamento da investigação”.

Arquivamentos
Além dos pedidos de abertura de inquérito, o Ministério Público Federal pediu o arquivamento em outros sete casos, entre os quais os dos senadores Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado à Presidência da República, e Delcídio Amaral (PT-MS); e dos ex-deputados Alexandre Santos (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ex-presidente da Câmara.

Outros três – os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Romero Jucá (PMDB-RR) e o deputado e ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – tiveram parte das acusações arquivadas, mas serão alvos de inquérito em relação a outra parte.

Veja abaixo a lista de investigados:

Renan Calheiros, Aníbal Ferreira Gomes – Instauração
Roseana Sarney e Edison Lobão – instauração de inquérito e diligências
João Alberto Pizzolati Jr. – instauração de inquérito e diligências
Aníbal Gomes – instauração de inquérito e diligências
Lindbergh Farias – instauração de inquérito e diligências
Vander Loubet, Cândido Vacarezza – instauração de inquérito e diligências
Gleisi Hoffman – instauração de inquérito e diligências
Humberto Costa – instauração de inquérito e diligências
Simão Sessim – instauração de inquérito e diligências
Arthur Cezar Pererira de Lira e Benedito de Lira – instauração de inquérito e diligências
Arthur Cezar Pereira de Lira e Benedito de Lira – instauração de inquérito e diligências
José Mentor – instauração de inquérito e diligências
Edison Lobão – instauração de inquérito e diligências
Eduardo Cunha – instauração de inquérito e diligências
José Otávio Gemrmano, Luis Fernando Ramos Faria – instauração de inquérito e diligências
João Alberto Pizzlati e Roberto Sérgio Ribeiro Coutinho Teixeira – instauração de inquérito e diligências.

João Alberto Pizzolati Jr – instauração de inquérito e diligências
Nelson Meurer – instauração de inquérito e diligências
Waldir-Maranhão-1Eduardo Henrique da Fonte e Ciro Nogueira Lima Filho – instauração de inquérito sobre Eduardo e arquivamento em relação a Ciro Agnaldo Veloso Borges Ribeiro, Aline Corrêa, Aníbal Ferreira Gomes, Arthur César Perreira de Lira, Carlos Magno Ramos, Ciro Nogueira, Dilceu Sperafico, Eduardo Henrique da Fonte, Gladson de Lima Cameli, Gerônimo Pizzoloto, João Alberto PIzzolati Jr., João Felipe de Sousa Leão, João Luís Argôlo Filho, João Sandes Júnior, José Afonso Han, José Linhares da Ponte, José Olypio Silveira Moraes, José Otávio Germano, José Renan Vasconcelos Calheiros, Lázaro Botelho Martins, Luís Fernando Ramos Faria, Mário Negromonte, Nelson Meurer, Pedro da Silva Corrêa, Pedro Henry, Renato Mole, Roberto Ferreira de Brito, Roberto Sérgio Ribeiro, Romero Jucá, Simão Sessim, Valdir Raupp de Mattos, Vilson Luis Covatti, Waldir Maranhão – instauração de inquérito e diligências
Antônio Palocci Filho – remessa dos autos ao juízo de origem
Valdir Raupp de Mattos – instauração de inquérito e diligências
Fernando Collor de Mello – deferiu diligencias
Antonio Augusto Anastasia, também inquérito aberto por PF e encaminhado para cá – deferiu diligência.

mar 05

Entrevista do Prefeito Waldênio ao Programa a Verdade

waldenioO Exmo. Sr. Prefeito Waldênio de Sousa, concedeu mais uma entrevista ao conceituado radialista, Henrique Miranda, vulgo “Chico Arara”, nesta quarta-feira, 04/03/2015, no Programa “A verdade” onde respondeu a algumas questões de interesse da população patoense.

Antes de iniciar a entrevista, o radialista Chico Arara leu um texto retirado possivelmente do blog de Domingos Costa, onde se relata a inclusão do ex – prefeito José Mário na Lei Complementar 135 e uma certidão exarada pelo TCE-MA, onde se confirma a desaprovação de contas do ex gestor, fato que poderá, inclui-lo como ficha suja e torná-lo inelegível.

Acompanhem os principais pontos da entrevista conduzida por Chico Arara:

Como você recebeu essa notícia que está circulando nos principais blogs e jornais do Maranhão e do Nordeste? (se referindo a desaprovação das contas de José Mário).

Waldênio: Agente de uma certa forma, na condição de gestor, eu sei da dificuldade agora entrando no terceiro ano de governo, da responsabilidade que é cuidar do que é público, temos que ter realmente muita cautela nas nossas prestações de contas, nas execuções, daquilo que estamos propostos a fazer, na elaboração dos nossos programas licitatórios, nas nossas contratações, que é isso que eu tenho sempre batido com muita precisão, muito afinco, com muita dedicação.

Em relação ao Geovany Beltrão assumindo o cargo de secretário de agricultura e também o Magrão, que saiu da vereança assumindo como secretário de obras, como você ver essas peças que você acabou de mexer?

Waldênio: Eu tenho tido a felicidade de ter secretários que vêm de outra gestão mas, que entenderam minha mensagem e que entende o projeto que tenho. O Geovany trás pra nós esse leque de possibilidades em termos de acessibilidade ao governo federal, ministério da agricultura e poder avançar no nosso projeto mais ainda, sem falar obviamente no projeto político que é uma soma enorme para o nosso grupo.

Você vai mexer na educação e na saúde? As duas secretárias estão conscientes?

Waldênio: No momento oportuno se necessário for, faremos isso. Todos os meus secretários, não só a educação e saúde, todas elas desde o começo estiveram cientes disso e no momento oportuno faremos isso.

Você conseguiu trazer a Rilda para Câmara de vereadores, existe um compromisso de projeto de reeleição?

Waldênio: 100%.

Existe a questão de salários atrasados?

Waldênio: Não temos nenhum professor com salários atrasados, os cargos comissionados que nós temos no município, nós não temos nenhum atrasado, todos os contratos que nós tínhamos no município não temos nenhum atrasado, o que causou um problema (um mal estar) no município foi uma terceirização.

A Marcilene esteve na câmara de vereadores segunda-feira, reivindicando algumas coisas, incluindo Plano de Cargos e Salários e que este projeto estaria na sua mesa há dois anos e que até então isso não foi solucionado, isso não desgasta você e essa classe, que é uma classe tão importante e formadora de opinião, o que está acontecendo para que este plano seja sancionado, assinado, colocado em pauta?

Waldênio: A gente tem um parecer jurídico, inclusive esse plano foi elaborado com o sindicato e também o setor jurídico da prefeitura, nessa discussão, a parte jurídica foi aprovada, então o próximo passo que o sindicato queria era que eu mandasse diretamente o projeto para câmara dos vereadores, ao longo do plano de cargos e salários, ele tem impacto na folha, então eu tenho que ter um parecer contábil financeiro, isso eu conversei na ultima reunião que eu tive lá no sindicato, com todos os membros do sindicato, deixei bem claro, vai passar pelo setor financeiro, setor contábil para enfim agente bater o martelo … E quando será batido esse martelo (Chico Arara)… Ai vai depender do setor contábil e do setor financeiro, pra mim o quanto antes, não existe em nenhum momento desinteresse por minha parte, com relação a categoria dos professores.

A questão do rateio, tem um restante de rateio do ano passado, que no ano passado eu sentei com o sindicato, e agora de agora em diante eu quero de além de sentar com o sindicato, fazer audiência, toda fez que eu for sentar com o sindicato, ter uma assembleia geral, pra que todos os professores fiquem sabendo o que realmente nós estamos discutindo, eu acho que não ta, por que eu acho que não ta, sinceramente, por que o que acontece o ano passado, quando chegou o rateio, nós sentamos com o sindicato e tomamos a seguinte decisão, nós íamos ou não íamos dar aquele rateio, eu tenho o ano todinho para mim dá o rateio, não tem escrito em lei, em local nenhum, que o rateio chegou amanhã, eu tenho que pagar amanhã, então quando eu cheguei no sindicato no ano passado eu disse assim: “se manhã lá no final do ano faltar recurso pra pagar salário de vocês como é que nós vamos fazer? Nós vamos fazer um acordo em conjunto e se amanhã faltar nós já estamos sabendo, onde é que ta o dinheiro, ta certo aqui? Tá certo”. Chegamos no final do ano o que aconteceu? Felizmente nada! E se tivesse acontecido? Eu tá pregado nas minhas costas que eu atrasei salário de professor, né verdade? Eu sei que nesse momento o sindicato ia tirar o dele da reta e ia cair pra cima de mim, eu quero agir só com responsabilidade, o que é da categoria, de rateio, de diferença, ou qualquer coisa, vai pra categoria, no momento certo e obviamente sou eu quem decido isso e pela minha responsabilidade eu vou esperar, até tomar a certeza que todos os recursos que nós temos ao longo do ano, dá pra pagar o salários dos meus professores.

Eu vou fazer o rateio e se a decisão for política, eu vou valorizar com rateio, os professores que estão dentro da sala de aula, é uma decisão política minha.
Por que daqui uns dias nós vamos ter professores que estão fazendo concurso para não ser professor, por que quem ta na coordenação, eu entendo que tem um privilégio, tem o salário de professor e tem o adicional, quem é diretor, eu entendo que ele já tem o salário dele e também o adicional que é bem significativo.

Será que a gente ficar num setor administrativo é mais problema do que cuidar de uma sala de aula, com 30 alunos dentro? Claro que não! Então eu tenho que valorizar esse tipo de professor e isso eu vou fazer, pode ficar tranquilo toda categoria de professores, o rateio é de vocês, não quero absolutamente nada, só quero ser sensato, só quero ser honesto, principalmente comigo e com o povo de São João dos Patos.

 

mar 04

Processo no TCE-MA deverá enquadrar José Mário como ficha suja

Zé Mário tem contas reprovadas

Zé Mário ex prefeito de São João dos Patos(MA)

O ex-prefeito de São João dos Patos, e pré candidato as eleições de 2016, José Mário Alves de Sousa, poderá ser enquadrado na Lei complementar nº. 135, lei da ficha suja, devido a suas contas desaprovadas pelo órgão de controle externo, o que poderá torná-lo inelegível, já que tal delito é adotado pela Justiça Eleitoral como um dos critérios para impugnação de candidatura.

Vale ressaltar que há vários casos de políticos, que mesmo sendo considerado fichas sujas, conseguem se candidatar através de liminar, enquanto aguardam o julgamento junto ao TSE, que pode derrubar a decisão dos TRE’s.

Enquanto a Lei da Ficha Limpa diz que um político “ficha suja” só pode voltar a se candidatar oito anos após sua última eleição, o TSE  (Tribunal Superior Eleitoral) vem balizando uma posição diferenciada, devido a uma interpretação de prazos eleitorais.

A lei tem várias brechas que podem ser utilizadas para “limpar” o nome de José Mário e este se lançar candidato, mas, o julgamento também poderá ser desfavorável ao mesmo e ainda que consiga concorrer ao cargo de gestor e por ventura se eleger, terá que devolver a cadeira do executivo, ou seja, a liminar pode oferecer a candidatura, mas, não assegura o mandato, e será que vale a pena arriscar?

certidão

mar 03

Professores lotam Câmara Municipal para apoiar reivindicações do SINPROED

Ontem a sessão da câmara de vereadores esteve lotada, em sua maioria, por professores da rede municipal, que se dirigiram àquela casa para solicitar maior celeridade na aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal – PCCS e apoio dos vereadores nas questões relativas a valorização dos professores.

A Ilma. Senhora Marcilene Fonseca, presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação utilizou a tribuna da câmara, para expor alguns pontos que são hoje reivindicações da classe como: a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público Municipal, aumento salarial de acordo com o piso nacional de 13,01%, entre outras coisas.

Marcilene criticou ainda a demora do atual prefeito na apreciação e envio do projeto de aprovação do PCCS a câmara de vereadores, indagando que o mesmo se encontra há aproximadamente dois anos na mesa do gestor, sem que se tenha uma manifestação sobre o mesmo.

A presidente do sindicato, ainda lembrou do embate que teve com o contador da prefeitura, há alguns dias atrás, na questão do repasse do FUNDEB, lembrando que até se prove o contrário, este é direito dos professores e que a classe deverá lutará por ele.

Assuntos e reivindicações abordadas por Marcilene, representando os professores:

  • Jornada de trabalho de acordo a Lei do Piso Nacional – 20h – 13 h, em efetivo exercício, mais 7h em atividades docentes;
  • Gratificações por funções 70% para direção e 50% para supervisores e para coordenadores pedagógicos.
  • Redução da jornada de trabalho para professores que tenham filhos com necessidades especiais (mediante comprovação médica).
  • Redução da jornada de trabalho para professores com 50 anos de idade e 20 anos de efetivo exercício.
  • Legalização das permutas, sessão ou cedência.
  • Mudanças nas nomenclaturas pedagógicas.
  • Mudança no mês de revisão salarial de março para janeiro.
  • Eleição para diretor de escola.
  • O Parágrafo único do art. 45, refere-se a tabela de vencimentos que é corrigido anualmente conforme o valor aluno/ano (baseado no Piso Salarial Nacional, para 2015, foi aprovado 13,001%.

 Após as indagações de Marcilene, que foi muito aplaudida pelos presentes, o vereador Jardel Miranda, se pronunciou, oferecendo apoio a classe e se comprometendo no que for cabível, amparar as reivindicações do sindicato junto ao poder executivo.

 O vereador José Antunes Coringa vulgo “Dedé Paulista” também fez o uso da palavra e denunciou as condições precárias que se encontram as escolas do povoado Coquinhos e Cazuqui, o vereador ponderou ainda sobre a importância dos professores na formação dos cidadãos, citando o mesmo como exemplo e disse estar solidário as reivindicações dos professores e se depender dele os professores terão aumento salarial de 13,01%.

 Curiosidades…

 Antes do pronunciamento de Dedé Paulista, o presidente da câmara, João Evangelista pediu para o público presente não se manifestar com aplausos e permanecessem em silêncio, mas, após seu pronunciamento, Dedé Paulista, olhou para platéia e disse: “se quiserem pode aplaudir”, causando assim aborrecimento no presidente da câmara, que indignado, reclamou do colega, acusando o mesmo de está motivado o público presente a cometer atos ilícitos.

 IMG-20150302-WA0090 IMG-20150302-WA0077 IMG-20150302-WA0069 IMG-20150302-WA0068 IMG-20150302-WA0065 IMG-20150302-WA0064 IMG-20150302-WA0063

fev 28

Waldênio e Edna Santana batem boca em programa de rádio

debate

Deu o que falar o programa comandado por Henrique Sampaio ontem na rádio Sertão FM, quando durante uma entrevista com a Sra. Edna Santana, onde o tema seria, assuntos relativos a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, começou um amplo debate entre a entrevistada e o atual prefeito de São João dos Patos, Waldênio Sousa.

A Sra. Edna Santana, explanou contextos relacionados à aula inaugural e a construção de um prédio próprio da UEMA, em nossa cidade, em terreno cedido pela união, onde hoje se encontra a Secretaria municipal de obras, sugerindo que o atual prefeito estaria dificultando a desocupação da área e isto estaria causando um entrave na construção do prédio que será utilizado pela universidade.

No decorrer do programa, o Sr. Waldênio, através de telefone, resolveu responder às colocações de Dona Edna, ocasionando assim um bate boca entre os dois, que gerou muitos comentários em nossa cidade.

Acompanhe algumas declarações de Edna Santana, durante o programa ao vivo.

Estamos enfrentando uma grande dificuldade, que é a desocupação da área, que a prefeitura ocupa, isto está sendo um entrave prá nós”. Edna Santana.

Ontem estive na secretaria de obras, apesar de ter não me encontrando com o secretário de obras, infelizmente eu não vejo nenhuma movimentação para a desocupação”. Edna Santana.

Espero que a comunidade nos ajude, as pessoas possam sensibilizar o prefeito, para que ele possa desocupar essa área e agente possa dar início ao nosso projeto”. Edna Santana.

As declarações acima devem ter irritado o nosso gestor que decidiu ligar para a rádio sertão FM e apresentou suas alegações ao vivo para toda a comunidade, acompanhe:

“Eu quero dizer professora Edna a você, que esse sensacionalismo barato, de chamar a população, pra me tirar, você quer um troféu, por que hoje você tá contra o prefeito, pra dizer que botou o prefeito pra fora”. Waldênio.

“Todo esse tempo que a UEMA está funcionando aqui em São João dos Patos, o aluguel quem paga é a prefeitura, desde do dia que a senhora solicitou”. Waldênio.

A senhora sabe muito bem que a senhora não vai fazer isso esse ano, então, vamos deixar de sensacionalismo barato, você trabalha com educação, coisa séria, vamos deixar de tá enganando as pessoas, tá achando que todo mundo aqui é besta, aqui não tem nenhuma criança”. Waldênio.

Sensacionalismo barato não, de nenhuma maneira, isso ai, eu não aceito, isso ai é jogar a população no terrorismo contra um prefeito jovem, mas, sério, que sabe das coisas e não é menino do buchão, me respeite! Viu me respeite! Waldênio.

Logo após o desabafo do atual prefeito, Edna Santana voltou a se pronunciar, dirigindo-se diretamente ao Sr. Waldênio, que mas uma vez retrucou e a discussão seguiu, acompanhem:

Você sim não me respeita, dizendo que estou fazendo sensacionalismo barato, o senhor me respeite, por que isso não é assim e o senhor está completamente enganado”. Edna Santana.

Eu não estou aqui, para dizer que vou tirar o senhor, por que na verdade, infelizmente eu não tenho essa condição, mas, se tivesse já teria lhe tirado, então se o senhor quer briga, nós vamos brigar, agora me respeite”! Edna Santana.

Você sabe muito bem que estamos esperando a conclusão do matadouro, para tirar a secretaria de lá, faça o projeto, na hora que você vier executar, nós vamos sair, com o maior prazer”. Waldênio.

“Você acha que eu não tenho arquiteto para fazer, graças a Deus já tá tudo encaminhado, agora, sem o senhor desocupar, é totalmente inviável, agora aguardar o funcionamento de um matadouro, eu digo ao senhor, o senhor está inviabilizando, um grande benefício, para a região, não só para São João dos Patos”. Edna Santana.

Nunca deixei de lhe atender e todos os pedidos que você faz, eu não me lembro de em nenhum momento, de ir com falta de respeito com você”. Waldênio.

Cite agora os pedidos que lhe fiz e que o senhor me atendeu. Edna Santana.

Você tá dentro de uma instituição, que a indicação foi feita pelo prefeito, que quem paga o aluguel é a prefeitura, você tá dentro de uma instituição que os cargos que tem, toda liberdade quem deu foi eu, você fazer, o que mais você quer? Waldênio.

Agora digo a você que não estou lá indicada por você, se estou permanecendo é por que eu trabalho, por que tenho responsabilidade e sempre buscando a ampliação para o município que venha beneficiar, toda a população, não estou lá, indicada por você”. Edna Santana.

O embate continuou e dois começaram a discutir simultaneamente…

Pois tudo bem Dona Edna, vá até o meu gabinete tratar disso, e se a senhora quiser entregar o centro vá lá, que estou no ponto para receber. Waldênio.

Você que quer que entregue, isso você não ter o prazer, eu não entregarei, porque eu tenho prazer de trabalhar na universidade, que eu considero, um bem meu, você quer que eu faça isso, mas esqueça. Edna Santana.

“Respeite o povo de São João dos Patos e vá lá no meu gabinete, prá gente conversar disso”. Waldênio.

“Eu acho que é hora da gente parar, por que um prefeito e uma professora,como sou, não deveria de forma nenhuma, está colocando isso aqui ao vivo, lavando roupa suja, num momento tão inoportuno”. Edna Santana.

Durante alguns segundos ambos falaram ao mesmo tempo:

“Ah mas você tá chamando o povo de São João dos Patos, sim Dona Edna, a senhora quer respeito e não dá respeito(Waldênio)….. O senhor invadiu a nossa entrevista (Edna Santana) … “eu sou autoridade rapaz, me respeite” (Waldênio) …

Depois o locutor finalizou o programa.

fev 26

Vereador Márcio do Kizoeira é alvo de críticas em programa de rádio

Alvo de muitas críticas por conta de sua indecisão política, Márcio do Kizoeira (PMDB) é atualmente um dos vereadores mais comentados em praças, ruas e meios de comunicação de nossa cidade, tal situação se dá por conta do mesmo, hora se dizer da situação, apoiando o atual gestor, e pouco tempo depois, se dizer aliado de José Mário, ex prefeito e “recente” desafeto de Waldênio.

Ontem, quarta-feira, 25/02, no programa “A verdade” da rádio Sertão FM, o ilustre radialista Henrique Miranda, vulgo, “Chico Arara”, exibiu entrevistas gravadas no decorrer deste ano, com o vereador Márcio do Kizoeira, onde esse algumas vezes oscilava para situação e depois para a oposição e vice-versa.

Chico Arara fez críticas duras ao vereador, levantando questionamentos sérios, vamos analisar algumas frases ditas pelo radialista:

“O vereador Márcio do Kizoeira, nem em São João dos Patos mora, vocês sabem onde ele mora? Você conhece o endereço dele? Aqui em São João dos Patos é onde ele convive com sua esposa e com seus filhos?”

“Como poderia o vereador Márcio do Kizoeira ser líder de um governo, se nem a geografia do município ele conhece?”

“Se falarmos de tendências musicais, shows, litorânea, ponta da areia, olho d’água, essa é a sua praia, com certeza disso o vereador conhece mais do que nós”.

“Esse governo foi agraciado com esse vai e vem, com esse pula-pula, do vereador Marcio do Kizoeira”.

“Você eleitor confia neste homem? Vale a pena ver de novo esse pula-pula, esse teatro de ilusão, essa aventura eleitoral? Vamos abrir os olhos!”.

“A política precisa de posicionamentos firmes, de homens e mulheres de palavra.”

“Será que existe uma oferta maior? Uma coisa em torno da UPA? Lugar onde nego ta vazando pelo ladrão! Tudo não passa de uma enganação!”.

 Chico Arara no programa A verdade exibindo em 25 de fevereiro de 2015.

 Bom… leia e faça sua avaliação, seu julgamento, são frases duras direcionadas ao vereador Márcio do Kizoeira, que deverá ter o direito a resposta, espero eu, no programa do próprio Chico Arara e com quem estará a razão? Só o tempo dirá… Ou não!.

fev 23

Professores ficam frustrados por não receberem o rateio

salarial-dos-professores-

Uma das maiores frustrações deste carnaval sem dúvidas foi o não pagamento do rateio, aos professores do município, que esperavam utilizar o dinheiro, nas despesas oriundas da folia de momo e sem dúvidas ter uma festa mais agradável, sem a preocupação com as contas na quarta-feira de cinzas.

Se formos analisar, politicamente, teria sido estrategicamente uma ótima oportunidade do atual prefeito granjear a simpatia dos professores do município e ainda injetar recursos financeiros que movimentaria o carnaval em nossa cidade, mas, este não o fez. E mais uma vez, foi alvo de críticas e descontentamento.

Após a confirmação que o pagamento do rateio não seria efetivado antes do carnaval, muitos educadores foram as redes sociais reclamar, mostrar sua indignação e protestar, principalmente  no whatsApp, nos grupos de educadores, o assunto não era outro.

O atual prefeito erra mais uma vez, ao invés de fazer o correto e pagar o justo rateio aos professores, injetar recursos financeiros movimentando o comércio e alavancando o carnaval local, mesmo diante de uma enorme enxurrada de pedidos da classe efetiva de professores, este se manteve inerte, atraindo mais uma vez críticas e mais críticas para si e seu governo.

 

fev 20

Balanço geral do carnaval 2015 em São João dos Patos

Bandas que animaram o carnaval patoense

Bandas que animaram o carnaval patoense.

O Carnaval 2015 alternou em bons e maus momentos para os foliões de São João dos Patos e visitantes, que aqui estiveram neste período. Todos viram uma festa bem organizada – com shows gratuitos na praça de eventos e a participação importante dos blocos patoenses – podendo contar ainda com um forte esquema de segurança. Do sábado a terça-feira (14 a 17), os foliões contaram com outros tipos de serviços, como praça de alimentação e ambulâncias.

Então por que alguns foliões não aprovaram o carnaval patoense?

Bom…responder essa pergunta não é tão fácil, porque ela não exige uma norma técnica e sim uma análise no contexto emocional, afinal, cada ser é dotado de emoções e sentimentos próprios e o que se passa na cabeça de cada ser é algo peculiar a ele próprio.

O que posso expor e comentar aqui são fatos, que presenciei como cidadão e folião apaixonado pelo carnaval patoense.

No sábado, três bandas fizeram à abertura da festa, Tiachika, Leni Silva e Kizoeira, em minha opinião, as três bandas deram conta do recado e animaram o público que estava presente, o que percebi de negativo nesse dia, foi o número de pessoas presentes na praça, bem menor do que o de costume.

No domingo, tivemos as bandas Banana Nativa, Pirapapiou e Raniel Aguiar, no meu conceito, as três bandas não conseguiram empolgar o folião e este que poderia ter sido o melhor dia de carnaval, foi considerado o mais fraco, o público presente também não foi o esperado, mas, como sempre, quem esteve por lá, dançou e se divertiu.

Na segunda-feira, a animação ficou por conta de Cleiton Maranhão, Nanaê, Xé Pop e Frank e Eduardo, com certeza o melhor dia de carnaval, a praça enfim, ficou lotada, as bandas deram um show espetacular, com enorme destaque a banda Xé pop, que levantou o público contagiando a todos. Os foliões presentes deram um show de alegria, trazendo a certeza que aqui se faz o melhor carnaval da região.

Na terça-feira, Ivo Brown, Banda Portal, Anderson Rodrigues e Big Boys fizeram o encerramento do carnaval, na praça de eventos e na medida do possível deram conta do recado, o público presente neste dia também foi bom e como sempre o folião patoense curtiu até o último minuto, concluindo, na minha opinião, positivamente o carnaval em nossa cidade.

PONTOS NEGATIVOS:

Falta de opções para as crianças, que também querem brincar o carnaval na praça de eventos e são os foliões do futuro.

Número minúsculo de banheiros biológicos espalhados pela praça de eventos, fazendo com que os foliões mais uma vez, utilizasse as ruas como banheiro, causando mal cheiro e desconforto aos moradores daquela localidade.

Queda visível no número de componentes de blocos tradicionais como Leva Nóis, que diminuiu para dois dias as concentrações, retirou o sorteio do automóvel, mas não diminuiu o preço do abadá e Virgens, que não teve open bar, este ano e perdeu bastante de sua irreverência.

PONTOS POSITIVOS:

A organização, no tempo de entrada e saída das bandas, os palcos, praça de alimentação, tendas para os freezers e principalmente segurança.

O bloco Uh papai chegou! Que arrastou um número enorme foliões, se concretizando como um dos melhores blocos da atualidade.

A volta do bloco broiados na folia.

A banda Xé pop que sem dúvidas levantou os foliões e foi o divisor de águas desse carnaval.

O folião patoense e visitantes que sempre dá um show de alegria e animação nas ruas de nossa cidade.

fev 17

Carnaval 2015, não faça xixi na rua!!!

carnaval xixi

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress