fev 28

Carlos Brandão prestigia posse do presidente do TST

O vice-governador Carlos Brandão esteve em Brasília nesta segunda-feira (26), para prestigiar João Batista Brito Pereira, eleito presidente do Tribunal Superior do Trabalho para o biênio 2018-2020. Disputada, a posse dos novos dirigentes aconteceu no Plenário Ministro Arnaldo Sussekind, no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília. Além de seu presidente, tomaram posse também Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente, e Lélio Bentes Corrêa, corregedor geral.

“Com muita alegria, recebi o convite para participar desta cerimônia. Ela marca mais uma vitória de um homem que trilhou com brilhantismo a sua carreira e muito orgulha o nosso Maranhão”, elogiou o vice-governador.

“Assumir a presidência dessa Corte, a que me vinculo a profundos laços profissionais, é, para mim, uma honra. Recebo o cargo com humildade e ciência da enorme responsabilidade e desafios que tenho pela frente. Sou maranhense, nascido e alfabetizado em um pequenino povoado da minha Sucupira do Norte. Assumo esse Ministério enxergando o desenvolvimento e o fortalecimento da Justiça do Trabalho, tudo na direção da paz das relações de trabalho”, rememorou o mais novo presidente do TST, ao narrar aspectos de sua vida que o fizeram chegar à Corte. O presidente também reforçou que priorizará a adequação da jurisprudência da Corte à nova lei trabalhista, que entrou em vigor em novembro de 2017.

Trajetória profissional de João Batista Brito Pereira

Nasceu em Sucupira do Norte (MA), em 04 de setembro de 1952. Bacharel em Direito formado pelo Centro Universitário do Distrito Federal – UDF. Pós-graduado em Direito Público. Foi advogado militante e consultor na área jurídica de 1982 a 1990. Em 1991, concluiu o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia na Escola Superior de Guerra.

Ingressou no Ministério Público do Trabalho em maio de 1988. Foi promovido procurador do Trabalho de primeira categoria (em agosto de 1988). Promovido, por merecimento, a subprocurador-geral do Trabalho (em 1989), cargo que exerceu até sua posse no cargo de ministro do Tribunal Superior Trabalho, em 31 de maio de 2000.

Fonte: Vice-governadoria
Texto: Aline Cristina
Foto: Arquivo/TST

fev 28

Governo anuncia recomposição salarial para professores da rede estadual

O governador Flávio Dino concedeu, nesta terça-feira (27), recomposição salarial a todos os integrantes do Subgrupo Magistério da Educação Básica do Maranhão e professores contratados. A medida, que vai na contramão da maioria dos estados brasileiros, que até o momento não concederam qualquer percentual à categoria, terá impacto anual de R$ 115 milhões na folha de pagamento do Estado.

A recomposição no percentual de 6,81% concedida aos professores da Rede Pública Estadual será paga sobre o vencimento em duas parcelas, sendo 2,71%, implantada no mês de março, e, a segunda, de 3,99% em junho.

Após a implantação integral da recomposição, um professor em início de carreira com 40 horas de jornada semanal terá remuneração de R$ 5.750, 83. Já o docente em início de carreira, com 20 horas semanais receberá o equivalente a R$ 2.875,41.

Aos professores contratados, o Governo do Estado fará a recomposição salarial equiparando os vencimentos ao valor estabelecido pela Piso Nacional em 2018, retroativo ao mês de janeiro.

“Nós governamos em uma conjuntura muito hostil, em todos os sentidos. Temos feito um esforço grande para manter nossas obrigações e ampliar investimentos públicos, principalmente na educação. Essa é uma conquista importante e histórica para a categoria, que reflete em melhorias na área”, destacou Flávio Dino.

Além do aumento na remuneração dos professores, o governador Flávio Dino já concretizou inúmeras ações e benefícios, que representam muito mais do que o cumprimento de direitos, mas, principalmente, conquistas históricas para os professores.

Entre elas, concurso público para 1.500 professores com carga horária de 40h pela primeira vez na história, incluindo 230 vagas para profissionais da Educação Especial e realizará um novo concurso previsto na lei orçamentária para 2018, com oferta, pela primeira vez, de vagas para educação indígena, educação no campo e quilombola.

O governo também avançou na concessão das gratificações nunca antes implantadas, como as de dedicação exclusiva para a educação integral e de educação inclusiva, para os docentes da rede estadual, além do reajuste da gratificação para gestores escolares.

Também realizou de forma inédita no estado concursos internos para ampliação de jornada e unificação de matrículas, beneficiando 1.200 professores em 2017 e mais 1.200 em 2018.

Nos últimos 3 anos, realizou o maior número de estímulos profissionais em igual período de tempo da história: mais de 22 mil progressões, promoções, titulações.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), Raimundo Oliveira, destacou que reconhece o esforço do governo, mesmo diante da crise econômica que assola o país, a categoria obtém inúmeras conquistas.

“E uma proposta aceitável, porque atende dois pontos que é a recomposição sobre o vencimento e o valor integral do percentual. Estamos saindo com um ponto atendido. O Maranhão está saindo na frente com essa recomposição. Isso é fruto do diálogo com o governo do Maranhão que antes não tínhamos”, destacou.

 

Fonte: Seduc
Texto: Rafael Garreto
Fotos: Gilson Teixeira

fev 20

O diabo e o escritor

 

Resultado de imagem para diabo engraçado

O diabo tava cansado de ser visto como vilão

Não aguentava mais a imagem de mentiroso, bandido e ladrão

Precisava urgentemente de uma solução

A esposa sugeriu ao diabo ir buscar

nas redes sociais alguém para lhe gabar

Facebook, zap zap, é terra sem fundamento

Se for bem escrito, cavalo vira jumento

Réu é inocentando antes do julgamento

O Diabo se animou com aquela explanação

e saiu a procurar quem fizesse a redação

Buscou por todo inferno em tudo quanto é canto

Mas não tinha quem quisesse escrever aquele conto

Afinal como fazer o diabo virar santo?

Já desanimado com a complicada missão

O Diabo foi procura em outra região

Quem aceitasse o encargo em troca de aquisição

Um homem disse logo, faço todo o escrito

Em troca de dinheiro faço o diabo ficar bonito

Até Deus vai imaginar que o cujo virou bendito

Nas primeiras narrativas o indivíduo indagava

que o capeta era perseguido por quem o invejava

Que nunca fizera um mal, nem pecado carregava

A notícia bem criada de início agradou

Teve até um fiel que pro Diabo rezou

pedindo perdão pelas vezes que Lúcifer xingou

Mas um dia perguntaram pro tal do escritor

Se ele amava o cão e bem longe ele pulou

Sai de retro e vá prá longe com esse seu entrevero

Se eu defendo o diabo é por causa de dinheiro

Deus me livre e guarde deste anjo zombeteiro

Ele me procurou porque tenho boa escrita e disso me gabo

Mas só com muito dinheiro para defender o diabo

A voz do povo não é a de Deus como diz aquele ditado

Pois acreditam na internet e esquecem o sagrado

Vai e diz ao mundo que não é do meu agrado

Escrevi pela ganância e estou excomungado

As falas do escritor bem depressa se espalhou

O diabo que virou santo ao inferno voltou

As palavras do escritor caíram pelo chão

O diabo voltou a ser mentiroso, bandido e ladrão.

fev 15

Os protestos e críticas que marcaram o Carnaval do Rio de Janeiro

As escolas de samba não pouparam alfinetadas ao prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e ao presidente Michel Temer

No Rio de Janeiro (RJ), as escolas de samba incendiaram críticas e insatisfações ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), e ao presidente Michel Temer (MDB).

A Paraíso do Tuiuti, que apresentou um enredo dedicado ao tema “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão? ”, por exemplo,  levou um “vampiro Temer” para a avenida.

Em um dos carros alegóricos, uma imagem de “drácula” foi caracterizada de terno e faixa presidencial, numa alusão ao presidente. Além da escravidão, a ala também abordou temas como racismo e a recente reforma trabalhista, aprovada pelo governo no ano passado.

Resultado de imagem para paraiso do tuiuti carnaval

 

Quarta escola a desfilar na Sapucaí, no Rio de Janeiro, na madrugada de domingo (11) para segunda-feira (12), a Paraíso do Tuiuti ocupava, horas depois de sua apresentação, o topo dos assuntos mais comentados no Twitter em todo o Brasil.

No canal do YouTube Brasil, desfile da escola de samba era o vídeo mais assistido desta segunda-feira (12).

Nas redes sociais, diversas pessoas afirmaram que a escola deve aparecer entre as mais bem colocadas na apuração das notas do Grupo Especial, na Quarta-feira de Cinzas. O historiador e especialista em Carnaval Luiz Antonio Simas comentou, no Twitter: “Plasticamente, Tuiuti faz o melhor desfile da noite”.

Com a pergunta “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”, do carnavalesco Jack Vasconcelos, a escola mostrou a história da escravidão no Brasil e no mundo, e ainda fez críticas à recente reforma trabalhista aprovada pelo Congresso e às relações de trabalho no país. O samba levantou o público nas arquibancadas, que aplaudiu com entusiasmo a escola.

A comissão de frente emocionou, com encenação de escravos sendo açoitados por um capataz, e depois sendo benzidos por pretos velhos.

 Paraíso do Tuiuti durante o desfile de Carnaval no Rio de Janeiro

Outros destaque foram carros alegóricos mostrando carteiras de trabalho gigantes, e um vampiro com a faixa presidencial – o “presidente vampiro” do neoliberalismo.

Mãos manipulando “marionetes” vestindo verde e amarelo também marcaram presença. A ala com fantasias de ‘manifestantes fantoches’ ironizava manifestantes que pediram impeachment.

Resultado de imagem para paraiso do tuiuti carnaval

Imagem relacionada

Resultado de imagem para paraiso do tuiuti carnaval

 

fev 14

Nota 10 para o Bloco A Paz Virou Mania!!

Confesso a vocês que o carnaval 2018 em São João dos Patos não me empolgou muito, as vezes que fui a praça de eventos não senti no público presente a animação peculiar do folião patoense, mas, há de se destacar os pontos positivos da festa mais popular e sem dúvida a mais aguardada do ano.

Na ausência de atrativos que me chamassem a atenção na praça, com um filho de 4 anos e uma esposa grávida de 8 meses, busquei nos blocos alternativos a melhor opção para brincar o carnaval com minha família e sem dúvida fiz a melhor escolha, destaque para o já tradicional bloco Valmar Folia, onde meu filho se divertiu de forma segura e tranquila, o ambiente familiar, uma banda com um repertório muito bem escolhido, fez com que o nosso primeiro dia de carnaval valesse a pena.

No domingo estive pela primeira vez no bloco A Paz Virou Mania, mais uma vez com minha esposa e meu filho e  me surpreendi com a organização, com o ambiente totalmente familiar e acima de tudo com a acolhida e atenção do nosso amigo Ten. Cel. Emerson, sempre interagindo com os foliões, preocupado com o atendimento e bem estar de quem estava presente.

O bloco me surpreendeu também por uma particularidade, este é o único bloco com marchinhas próprias, isto mesmo, marchinhas escritas exclusivamente para o bloco, a composição das músicas são de autoria da esposa e da sogra do Ten. Cel. Emerson, estas ainda cantaram  e animaram os foliões.

Chamou minha atenção, em especial, uma marchinha que conta a história de São João dos Patos, passando por aleixeiros e Xeleléus, Dona Noca, etc., o bloco contou ainda com a animação da banda coração dividido e potentes do forró, o bloco agradou em cheio quem esteve presente e a organização está de parabéns, sem defeitos, nota 10 para o bloco a Paz Virou Mania.

Aproveitando o ensejo, parabéns ao Ten. Cel. Emerson e a Polícia Militar pelo excelente trabalho  no carnaval de 2018, mais uma vez o policiamento se fez presente, preventiva e ostensivamente, tivemos um carnaval tranquilo, sem nenhuma ocorrência, parabéns também aos foliões que fazem do nosso carnaval um dos mais tranquilos do Brasil.

 

 

fev 13

São João dos Patos vai gastar mais de R$ 810 mil com o Carnaval, Segundo dados Enviados para o Sacop do TCE

De acordo com os dados levantados pelo blog ATUAL7, São João dos Patos está entre os cinco municípios que mais gastarão com a festa de carnaval no estado do Maranhão. Segundo o Sacop – Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas, o município vai gastar com o Carnaval 2018 R$ 810.600,00, estes dados foram enviados pela própria prefeitura ao TCE, os gestores que não encaminharam os gastos à Corte de Contas estão sujeitos ao julgamento pela irregularidade e reprovação de suas contas do exercício financeiro de 2018.

Segundo ainda o blog ATUAL7 o governo estadual teria injetado uma enorme quantia em direito para que alguns municípios realizassem a festa de momo, mais de 350 contratos foram celebrados até o dia 09/02 pelo governo e 29 administrações municipais para produção de campanhas e fornecimento de bandas e artistas, estrutura de palco, som, iluminação, dentre outros, além de patrocínio de blocos carnavalescos, São João dos Patos foi um dos contemplados e pelo visto a bolada foi grande.

Ao todo, o governo do estado vai desembolsar mais de R$ 4,1 milhões com as festividades.

Abaixo, em ordem alfabética, segue a relação completa dos valores repassados pelos gestores ao TCE-MA.

fev 05

Carta Aberta a População de Benedito Leite-MA

Resultado de imagem para cartaAos Beneleitenses que amam seu município.
Benedito Leite, cidade pacata do interior do Maranhão, onde seus governantes o transformara na cidade do nunca. Nunca vai ter nada.
Cidade onde ainda existe coronéis que usa o bico da bota como meio de comunicação e a pistola como cadeado para tentar calar a boca do povo, como também usa os cofres do povo para rapinar.
Sem nenhuma capacidade de administrar e tão pouco interesse para aprender, vem mais uma vez levando nossa humilde gente ao caos.
Com uma extensa lista de inadimplência por usurpar recursos públicos, vem o Coroné Saruê pai da cria incompetente, colocar em prática o que ele mais sabe fazer, NADA, a não ser desmanchar o que os outros tentam fazer.
A mais de duas décadas que o povo do povoado Cocos vem cobrando a restauração de um açude, o único ponto de lazer que poderia ter no povoado, como o maior atraso de uma administração é a falta de competência, e é o que tem de sobra nessa administração, nunca realizaram esse desejo social.
Muito simples, fui juntamente com amigos que de fato gostam de nosso município como Félix Martins, Carlos Alberto, Nicodemos Ferreira, Rogério e Josefa Costa, à Secretaria Estadual da Agricultura Familiar (SAF) através do secretário Adelmo Soares, e pedimos a restauração desse açude, que de pronto nos atendeu, e começamos os serviços nesta quinta-feira dia 01/02/2018, já gerando 20 empregos direto, mas para nossa surpresa os serviços foram suspensos pelo prefeito municipal, e tudo voltou pra onde ele gosta, para o atraso, mas acredito no povo e a ele entrego o direito do acerto de contas, não só pelo açude, mas pelas ruas, praças, avenidas de nossa cidade, pelas estradas, programa Luz para todos e outros.
Estamos juntos por uma Benedito Leite Melhor.
Gilson Ribeiro de Brito.

fev 02

Confira as Bandas que animarão o Carnaval 2018 em São João dos Patos

Após uma enorme expectativa sobre a realização do Carnaval patoense, enfim os foliões começam a se animar para a festa momesca, hoje 02 de fevereiro, o porta voz do governo participativo e esposo da prefeita Gilvana Evangelista anunciou oficialmente os nomes de algumas bandas que animarão os foliões na Praça de Eventos, logicamente ainda serão adicionadas outras bandas, principalmente as bandas locais, que sempre fazem bonito e são destaques em nosso carnaval.

Vejamos a lista das bandas anunciadas hoje:

Sábado

Fabrícia e Banda, Chica Égua e Jhonny e Banda o Bebê.

Domingo

Chicana, Os Meninos de Barão e Frank e Eduardo

Segunda-feira

Nanaê, Márcio Kizoeira e Nana Axé

Terça-feira

Neto Gasparzinho e Danny Melody

Comentários

As bandas estão condizentes com a atual realidade de nosso município, com dificuldades financeiras, o governo buscou bandas que tocarão nos blocos carnavalescos e em cidades vizinhas, a um custo razoável e benefício garantido, bandas como  Fabrícia e Banda, Nanaê,  veteranos no carnaval patoense, o público gosta e  sempre agrada, juntamente com Chicana com certeza sabem animar a plateia, outros como Chica Égua, Jhonny e Banda o Bebê, Neto Gasparzinho, tem um público mas específico, que apreciam mais a swingueira, normalmente agrada galera mais jovem, temos ainda Os meninos de Barão, Kizoeira e Frank e Eduardo, que dispensam comentários, todos conhecem bem e o povão adora, destaque pro vocalista Márcio do Kizoeira, vereador de nosso município, sempre com grandes apresentações.

Todo indica que teremos mais um bom carnaval, as bandas se não são aquelas de outros anos, famosas e caras, são bandas que agradam o povo e garantem a alegria dos foliões, aliás, os foliões deverão ser o destaque mais uma vez do carnaval, afinal, ninguém brinca um carnaval como o povo patoense, temos isso em nosso DNA, alegria e diversão é com a gente mesmo, ainda temos a prerrogativa de fazermos isso com tranquilidade e em paz, sem violência e confusão.

 

 

fev 02

Licitação do Carnaval 2017, Passados quase 1 ano, no que deram as Denúncias dos Vereadores da Oposição?

Hoje quase 1 (um) ano depois da folia momesca de 2017 e das denúncias apresentadas pelos vereadores da oposição acerca de uma suposta irregularidade na licitação para realização do evento,  a população aguarda o desfecho de uma das maiores polêmicas e escândalos do governo participativo, sobre a gestão da Senhora Gilvana Evangelista.

Segundo informações dos vereadores que com apresentaram a denúncia, o processo encontra-se com o Ministério Público ainda em fase de investigação e a este caberá impetrar ou não com uma ação judicial cabível, de acordo com o parecer do Promotor de Justiça.

Relembremos:

A dona da empresa KM Produções, que venceu a licitação para contratação de bandas que animaram o carnaval em 2017 , possuía cargo na Prefeitura e portanto não poderia sequer concorrer, a mesma também é sabidamente esposa do Vereador Marcio Kizoeira (PDT)  vocalista de uma das bandas que trabalharam naquele ano e que coincidentemente faz parte da base aliada da gestão da prefeita Gilvana.

A notícia repercutiu bastante no início da gestão da Senhora Gilvana, sendo tema de vários debates na Tribuna da Câmara de Vereadores de São João dos Patos.

Provas apresentas na época mostram que a Senhora  Keyla Sodré aparece na folha de pagamento do município com o cargo de diretoria grau II. com uma remuneração R$2.100,00 dos cofres do município.

A denúncia, segundo a Promotoria, chegou ao conhecimento do MP-MA por meio de “número considerável de vereadores da cidade”, que foi ao órgão relator, no dia em que a licitação ocorria.

Os primeiros procedimentos adotados pelo Ministério Público na época foram a coleta de informações, depoimento, certidões, perícias e demais diligências, cópias do ofício foram encaminhado à CPL de São João dos Patos, solicitando notícias sobre a licitação que consagrou a K. Maria Sodré de Souza como vencedora. O mesmo documento foi encaminhado, também, para o secretário municipal de Administração, cobrando documentação referente à prestação de contas do carnaval de 2017 em São João dos Patos.

Os parlamentares denunciaram ainda, posteriormente, que a quantia a ser paga pela prefeitura foi lançada antes do ato licitatório a proprietária da K. Maria Sodré de Souza. Inclusive, diz a denúncia, o nome de constava no Portal da Transparência do município, mas, após denúncias de populares em redes sociais sobre o caso, ele foi retirado do portal orçamentário.

 

jan 31

Homem que bate em mulher não é covarde é Bandido

VDF 5Acreditem nosso município tem um grande número de denúncias, de homem que agridem mulheres, alguns destes agressores não tem um perfil típico, não usam armas e nem têm antecedentes de abuso, no outro extremo há o homens que desenvolveram um padrão crônico de agressão. Os espancamentos são constantes e eles parece sentirem pouco ou nenhum remorso. Muitos  destes agressores convivem normalmente em sociedade, exercem atividades em diversas áreas e são considerados verdadeiros lobos em pele de cordeiro. Alguns até ministram eventos religiosos.

Há vários fatores que talvez ajudem a explicar a violência contra a mulher praticada na sua maioria das vezes pelo marido, mas não a justificam. Em termos simples, bater no cônjuge ou em qualquer mulher é um grave delito, são considerados de maior potencial ofensivo e, portanto, as condenações não podem ser substituídas por medidas alternativas e, mesmo que o réu não responda a outro processo, as condenações com pena inferior a um ano também não podem deixar de ser aplicadas.

Em São João dos Patos especificamente o que se observa como fator motivador desta prática é a questão VDF 2cultural ou o chamado machismo, homem que se julgam proprietários e as mulheres suas propriedades, é comum a estes homens utilizarem a força e agressividade, por exemplo, muitos maridos, namorados, pais, irmãos, chefes e outros homens acham que têm o direito de impor suas opiniões e vontades às mulheres e, se contrariados, recorrem à agressão verbal e física.

Com base em construções culturais desse tipo, que vigoram há séculos, muitos ainda acham que os homens são ‘naturalmente superiores’ às mulheres, ou que eles podem mandar na vida e nos desejos delas, e que a única maneira de resolver um conflito é apelar para a violência.

Um problema que acontece com frequência é que os agressores, autorizados pela cultura de desigualdade entre homens e mulheres, não enxergam que cometeram uma violência e jogam a responsabilidade dos seus atos na vítima. 

Por que é tão difícil sair de uma relação violenta

Veja cinco fatores que, com frequência, corroboram para a manutenção da situação de violência por um período longo:

1) A discriminação contra as mulheres concorre não só para que a violência aconteça, mas para sua permanência.

2) O papel tradicional de mãe imposto às mulheres faz com que elas coloquem os filhos e o relacionamento do pai com os filhos em primeiro lugar.

IPG_VD_4Para além das questões objetivas, muitas vezes, a mulher acredita que, apesar das agressões, o parceiro é ‘um bom pai´, embora pesquisas demonstrem que a convivência com o ambiente violento também tem impactos negativos na saúde da criança (saiba mais).

Dos casos de violência registrados em 2014 pela Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 (Balanço 2014 do Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher (SPM-PR, 2015), 80% das vítimas tinham filhos, sendo que 64,35% deles presenciavam a violência,e 18,74% eram vítimas diretas juntamente com as mães.

 

3) A mulher é ameaçada de morte se acabar com a relação.

Segundo a pesquisa, 85% dos entrevistados concordam que as mulheres que denunciam seus agressores correm mais risco de serem assassinadas. E 92% concordam que, quando as agressões ocorrem com frequência, podem terminar em assassinato.

4) Ciclo de violência: ela acredita que ele vai melhorar.

5) Quando a mulher procura ajuda, é desencorajada.

O blog voltará a bordar este assunto outras vezes, com mais dados e informações pertinentes e com isso tentar conscientizar a sociedade sobre este problema tão grave que afetar sim as mulheres do nosso município.

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress