Após manobra, vereadores aprovam as contas de 2008 do ex prefeito Zé Mário

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Resultado de imagem para vereadores cidielson e wlissesResultado de imagem para vereadores cidielson e wlisses

As contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do ex prefeito Zé Mário referentes ao ano de 2008 há vários meses se encontravam na câmara aguardando uma sessão para sua votação, a justificativa pela demora seria que a Comissão responsável pelo parecer estaria analisando a mesma, mas, como um milagre, o parecer ficou pronto nesta semana e uma sessão extraordinária foi convocada as pressas.

O milagre tem dois nomes,  Cidielson e Wlisses, isso mesmo, eis os autores do milagre, até duas semanas atrás estes supostamente  seriam vereadores de oposição ao gestor Zé Mário e se as contas fossem colocadas em votação essas seriam reprovadas, pois o ex gestor teria 6 votos ao seu favor e 5 contra, então, não seria interessante que este parecer ficasse pronto naquela época.

A presidente da câmara e futura vice-prefeita Rilda Lucia que no dia 23/12/2016, que já havia realizado a “ultima sessão” e até entregou placas de reconhecimento de trabalhos dos vereadores, convocou a sessão extraordinária após ter a certeza dos votos favoráveis de Cidielson e Wlisses, que somaria os 8 votos necessários para salvar  o ex gestor e esposo da futura prefeita Gilvana.

Cidielson e Wlisses concorreram as eleições deste ano e não se reelegeram, Wlisses compunha o bloco da situação que apoiava o prefeito Waldênio e Cidielson se dizia oposição e nos 4 anos de legislatura, fez duras críticas ao ex gestor Zé Mário, inclusive em palanque por várias vezes citou as contas reprovadas do mesmo.

O que fez estes mudarem de ideia? 

A repercussão nas redes sociais foram imediatas e várias hipóteses foram citadas, das quais por questões jurídicas, não poderei explanar aqui,  mas, fica a critério de todos analisarem e tirarem suas conclusões.

A sessão de cartas marcadas

Raimundo Filho e Magrão como esperado, tentaram adiar a sessão, pedindo vistas do parecer, para que fosse melhor analisado, o requerimento obviamente foi negado pelos 8 vereadores que estavam ali para votar a favor, Cidielson ainda justificou a negativa, indagando que a matéria já estaria bastante “mastigada” (então por que não votaram antes?), por tanto seria desnecessário dá-se vistas, Magrão e Raimundo filho apontou as várias irregularidades contidas no parecer do TCE, Cidielson mais uma vez indagou que o parecer da comissão tinha uma análise técnica e que não houve perdas pro município (e a análise do TCE não é técnica?) .

A sessão seguiu e a votação foi como todo mundo já sabia de 8 votos a 3…

A favor:

Agmar Mundim, Jadel Miranda, Marcio José, Raimundo Noleto, Dedé Paulista, Wlisses, Cidielson e Rilda Lucia.

Contra:

Magrão, Adelson e Raimundo Filho.

Depois foi colocado em votação do projeto de decreto legislativo de autoria da comissão de finanças orçamento e obras publicas que aprova as contas do município de São João dos Patos referente a 2008 e adivinhem, 8 votos a 3.

O fato é que houve uma manobra política para que se aprovasse as contas do ex gestor, se ela é moral ou não, aí é outra questão, mas, obviamente ela é legal, afinal, a câmara pode convocar uma sessão extraordinária, quando achar que a matéria é de suma importância para o município´e isso se deu após convencerem (não sei como) os vereadores Cidielson e Wlisses a votarem a favor das ditas cujas, ficou latente isso na sessão, se as contas ficassem para o ano de 2017, o resultado seria de 6 votos a 5, insuficiente para livrar o ex gestor de mais uma reprovação do Tribunal de Contas.

Facebook Comments Box
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sem categoria