Gastão Vieira comanda Seminário sobre Educação

Promovido pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, o Seminário “Financiamento da Educação Básica: qualidade, eficiência e equidade” é uma iniciativa do deputado federal Gastão Vieira (PROS). (Clique o vídeo aqui).

“Darei início a um novo ciclo de seminários na Câmara. Um trabalho iniciado há dez anos estudando a alfabetização com pesquisadores estrangeiros, esse agora será com pesquisadores e cientistas brasileiros”, disse o parlamentar.

O seminário terá a participação de palestrantes ligados diretamente às questões da educação e economia. Os convidados são a Mestra em Sociologia, Talita Silva, pesquisadora e responsável pelo Boletim IDados N.3 sobre o ‘Perfil dos Futuros Professores’, o economista Naercio Aquino Menezes Filho, Coordenador do Centro de Políticas Públicas do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), o Doutor em Economia, Ricardo Batista Politi, Professor da Universidade Federal do ABC, e o psicólogo, Ph.D em Educação e Professor João Batista Araújo Oliveira, fundador e presidente do Instituto Alfa E Beto.

“Queremos medir a eficiência e até mesmo a justiça na aplicação dos recursos destinados à educação básica. Será um seminário técnico com quem está estudando o assunto, baseado em evidências e com o mínimo de discussão partidária ou política.
Vamos estar lá para ouvir esses pesquisadores e, a partir daí, fundamentar a publicação de tudo que será discutido no seminário para servir de base para novos caminhos na educação brasileira”, finalizou Gastão Vieira.

O Seminário “Financiamento da Educação Básica: qualidade, eficiência e equidade”, que começa às 08:30, no plenário 10 da Câmara, será transmitido ao vivo e interativo por meio do link: https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/875.

Foto: Divulgação

COLINAS | Câmara aprova projeto de lei que beneficia professores municipais

Em sessão plenária realizada na tarde de ontem, 22, a Câmara Municipal de Colinas aprovou projeto de lei de autoria do executivo que permite aos professores da rede muncipal de ensino dobrarem suas cargas horárias e consequentemente os salários.

A iniciativa da prefeitura colinense se deu em razão da carência de professores que algumas escolas tem e pela impossibilidade de realização de concurso público, tendo em vista a dificuldade financeira que passam todos os municípios do Brasil.

De acordo com o projeto aprovado, os professores poderão dobrar sua carga horária, se quiser, desde que não tenha mais de uma matrícula, e que tenha também disponibilidade de horários. Consequentemente os salários também dobrarão.

A exemplo do que já fez o Governo do Estado, o objetivo da prefeitura é suprir a ausência de professores que tem algumas escolas.

Edital com os critérios que serão utilizados para que os docentes adquiram esse benefício ainda serã disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

Votaram a favor do projeto os vereadores Eliozilda Sá, Renato Santos, Régia Barroso, Gaudêncio Turbinado, Manoel do Pavio e Antonio do Sindicato. Gonçalo Neto, Filomeno e Stênio DD votaram contra. Cícero Carteiro se absteve de absteve da votação e Júnior Costa, que presidia a sessão, não votou.

O projeto agora segue pra sanção da prefeita Valmira Miranda.

Fonte: blog do badeco

Familiares de Patoense Internado em P. Dutra implora as Autoridades por Leito em U.T.I.

O Brasil é um dos países que mais cobra de seu povo impostos, tributos, taxas, descontos, mas, infelizmente esse dinheiro não retorna  a população  da forma como deveria,  através de uma educação, saúde digna, segurança e tantas outras coisas pelas quais pagamos mas não temos o retorno devido.

Há alguns dias atrás duas pessoas sofreram um acidente de moto no Povoado Bom Jesus, destes um teve feridas leves e já se encontra em casa, o outro , José Milton, teve que ir para Presidente Dutra, onde se encontra até este momento,  com o quadro mais grave,  necessitando urgentemente de um leito de U.T.I. para poder sobreviver e lutar por sua vida.

Os familiares estão desesperados e usam as redes sociais para implorar ajuda as autoridades para que tomem providência ou que solicitem ao governo do estado para que disponibilizem um leito em uma U.T.I. de forma urgente.

José Milton é tio da nossa amiga Lucrécia, proprietária de um bar e lanchonete no bairro Santiago.

Entrevista do Deputado Marco Aurélio ao programa Resenha.

Neste sábado (20), o professor e deputado estadual do PCdoB, Marco Aurélio, foi entrevistado no Programa Resenha. Na ocasião, ele destacou sobre os desafios no segundo mandato. Em 2014, após quase 2 anos como vereador, Marco Aurélio foi eleito deputado estadual com a maior votação na cidade de Imperatriz, para a 18ª legislatura (2015 a 2018).

Marco Aurélio é presidente de uma das mais importantes comissões da Casa, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e vice-líder do governo na casa. Em decorrência de um trabalho comprometido e responsável, principalmente na área educacional, vem sendo considerado um dos mais atuantes deputados estaduais da nova safra de parlamentares na Assembleia Legislativa.

No programa, foi destacado informações sobre sua trajetória, temas como educação e pautas nacionais. Confira a entrevista na íntegra no vídeo acima. Do MA 10

Créditos: Blog do John Cutrim

O Circo Holiday estará em São João dos Patos com a Turma do Ratinho

EM SÃO JOÃO DOS PATOS – MA, NO CIRCO HOLIDAY,  VEM AI A TURMA DO PROGRAMA DO RATINHO DO SBT (SEXTA FEIRA 26/04 ÀS 20:30h).

Os personagens Faxinildo e Xaropinho estarão animando o público patoense, com muita alegria e animação,  o circo estar localizado no Campo do Líder, próximo a escola Mendes Vieira.

Ingressos antecipados 10 REAIS .

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2364250530486454&id=1970774826500695

 

Deputado Ariston solicita ambulância para o município de Pastos Bons

O deputado estadual Ariston Ribeiro (Avante) protocolou, na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, a solicitação de ambulâncias a serem destinadas aos municípios de Bacabeira, Pastos Bons e Santa Rita. A indicação foi direcionada ao governador Flávio Dino e ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, para que possam destinar os equipamentos às cidades citadas.

O pedido tem caráter de urgência, uma vez que os municípios a serem contemplados são cortados pelas BR-135 e BR-230, onde se observam elevados índices de acidentes nas rodovias, o que aumenta a demanda de chamadas de atendimentos emergenciais. As ambulâncias solicitadas são do tipo USA (Unidade de Suporte Avançado) e USB (Unidade de Suporte Básico).

Na avaliação de Ariston Ribeiro, tanto o governador, quanto o secretário vão ser sensíveis à causa e devem avaliar a liberação dos equipamentos. “O governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula sabem da nossa enorme demanda. Por isso, tenho que eles vão olhar com carinho para as indicações que solicitam ambulâncias para Bacabeira, Pastos Bons e Santa Rita”, declarou.

Por que o Bolsonaro vê em Paulo Freire um inimigo

Educador ficou exilado durante 16 anos, durante a ditadura militar, devido seus métodos inovadores de educação, com foco na transformação   - Créditos: Reprodução

“Evidentemente, eu fui preso e exilado por causa da ditadura. A ditadura militar de 1964 não só considerou, mas disse por escrito e publicou que eu era um perigoso, subversivo internacional, um inimigo do povo brasileiro e um inimigo de Deus”, diz Paulo Freire em entrevista dada à TV Cultura em 1989, quando relembra a perseguição sofrida durante o regime militar.

O educador e filósofo foi preso e ficou exilado durante 16 anos por causa de seus métodos inovadores de educação, com foco na transformação social.

Em 1963, Paulo Freire elaborou um projeto inédito e ousado: alfabetizar jovens e adultos em 40 horas. O novo método aplicado em Angicos, no Rio Grande do Norte, era baseado na experiência de vida e nas distintas realidades das pessoas. Para o educador, aprender sobre o mundo coexiste com a aprendizagem das palavras.

Em vez de cartilhas, ele trabalhava conceitos da realidade. Para um trabalhador rural que pouco cultivou as letras, mais do que juntar as sílabas e compreender que está escrito ‘tijolo’, por exemplo, era necessário entender quem faz o tijolo, quem são os que constroem as casas e quem são os donos delas.

“Paulo Freire foi um dos grandes sistematizadores da educação popular, é uma concepção de educação em que ele coloca que a libertação do oprimido está com ele. Não é um iluminado que vem para libertá-lo, é no próprio oprimido que está a chave para a libertação e dentro dessa perspectiva de problematizar o que traz a opressão. E nisso, ele traz o elemento de classe: se tem um oprimido, é porque tem um opressor”, expõe.

Sua metodologia dialógica foi considerada perigosamente subversiva pelo regime militar, o que rendeu a Freire o exílio. O educador, entretanto, não deixou de produzir e nesse período escreveu algumas de suas principais obras, dentre elas, a Pedagogia do Oprimido.

Bolsonaro não quer para os jovens: a formação de um pensamento crítico.

Representando a extrema-direita e os militares, aqueles que exilaram Paulo Freire, o  presidente Jair Bolsonaro (PSL) colecionou insucessos em seus anos de mandato na Câmara, como o completo desprezo da educação. Deputado há 27 anos, ele teve apenas dois projetos aprovados e, das 150 propostas apresentadas, apenas um trata de educação.

A rejeição a Freire, a meu ver, revela uma questão premente de nossa história de reconhecer ou não o povo como sujeito de direitos, garante, ponto sobre o qual o educador se apoia para chamar a pedagogia freiriana de “pedagogia dos oprimidos concretos.

“O que caracteriza a nossa história é não reconhecer os indígenas, os negros, os pobres, os camponeses, os quilombolas, os ribeirinhos e os favelados como sujeitos humanos”.

Em sua análise, essa crença serviu, ao longo da história, como justificativa ideológica para que as classes dominantes escravizassem e espoliassem esses setores sociais. “Tudo isso a partir de uma visão de que somos o símbolo da cultura, civilidade e os outros a expressão da sub-humanidade, subcultura, imoralidade. É isso que nos acompanha ao longo da vida e Paulo Freire se contrapôs a isso, inverteu esse olhar.

A perseguição a Paulo Freire na época da ditadura não apenas o expulsou do Brasil, mas também do sistema de ensino do país, impondo um autoritarismo e associando a educação ao chamado tecnicismo pedagógico, que a afasta de qualquer caráter social. Não conseguimos sequer agregar qualidade a esse tecnicismo, mas o fato é que ele é uma herança da ditadura e continua forte agora na gestão de Bolsonaro, que visa uma escola sem partido, sem partido que não seja de interesse dele.

Uma educação de qualidade, consciente e libertadora seria uma grande ameaça para a classe dominante de um dos países mais desiguais do mundo. O ensino público vem, desde o aprofundamento do neoliberalismo com o golpe de Temer em 2016, passando por um processo de desmonte, que vai se acentuar com Bolsonaro no poder: suas propostas não são conexas, claras ou estruturadas. O que se pode entender de suas declarações é que encara esta área tão fundamental para o desenvolvimento da sociedade como mais uma mercadoria em sua lógica privatizadora.

A partir das práticas educativas populares podemos compreender-nos, aumentando nossa capacidade de transformação, ocupando os espaços políticos, reivindicando debates e combatendo os retrocessos institucionais de nossa política; lutando nas escolas, nas periferias, a partir do afeto, construindo caminhos até conquistar a liberdade, essa que tanto os chateia.

Hoje, mais do que nunca, a educação popular é fundamental para gerar um ser coletivo, porque como bem dizia Paulo Freire, “quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor”.

 

 

Gilvana Evangelista chega mais forte para a disputa em 2020

Em 2016, o ex-prefeito José Mario se lançou candidato, disputando com Dr. Waldênio  (que desistiu posteriormente) e o Dr. Alexandre, os votos dos patoenses, mas, devido a problemas judiciais, sua candidatura tinha um prazo de validade, com dia e hora pra encerrar, então,  numa estratégia política, este colocou os filhos e a esposa na chapa,  sabendo que numa eventual troca , um deles entraria na disputa em seu lugar.

Com sua enorme popularidade na época,  ele optou por sua esposa para encabeçar a chapa e levar a disputa até o final, a estratégia deu certo Gilvana Evangelista foi eleita, adotando um nome que lembraria os eleitores que esta estaria representando o marido, Gilvana do Zé Mário,  ganhou as eleições e o restante da história todos já conhecemos.

Gilvana Evangelista assumiu o governo no início de forma tímida e discreta, com o marido tomando a frente em várias ocasiões,  conduzindo e orientando a esposa, que sistematicamente parecia  depender totalmente dos conselhos do ex-prefeito.

Passados mais de dois anos, observamos uma Gilvana Evangelista mais a vontade no cargo, mais solta e eu diria mais independente do marido e chefe de gabinete, seus discursos são mais firmes e sua presença mais contundente,  me parece que  as cobranças da população e “pancadas” vindas da oposição, amadureceu a atual prefeita, que vai mostrando evolução no tratar com a população e aos poucos se desgarra da sombra de seu marido.

Apesar da evolução vista, os erros cometidos nestes dois anos, troxeram uma certa impopularidade, e a aceitação ainda não é a desejada pelo grupo que visa uma disputa nas eleições de 2020, mas, de qualquer forma Gilvana Evangelista em 2020 estará mais forte que em 2016, isto é fato.

A Escola São Francisquinho Realiza Evento e Reforça o Verdadeiro Sentido da Páscoa

 

A Escola São Francisquinho realizou um projeto junto aos  alunos e familiares, com a finalidade de resgatar o verdadeiro sentido da Páscoa, em seu contexto o evento contou várias  apresentações dos alunos, que emocionaram e encantaram quem esteve presente, trazendo um diferencial na celebração da Páscoa, hoje vista por muitas crianças apenas como uma data onde se presentea com chocolates e celebra-se o coelhinho, quando na verdade seu sentido é bem mais amplo, a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário.

Parabéns a todos que compõem a escola, a diretora, as professoras, servidores, alunos e familiares pela iniciativa e pelo belíssimo evento realizado .

 

 

Professores de S. J.dos Patos se reúnem com Vereadores para Debater a reforma do Plano de Cargos e Salários

Representantes do SINPROED – Sindicato dos Profissionais em Educação de São João dos Patos, se reuniram hoje com os vereadores, para debater a reforma no plano de cargos e salários. Numa reunião que deixou os professores bastante animados, os vereadores se colocaram a disposição dos professores e de forma muito receptiva mostraram um enorme interesse em colaborar na elaboração e aprovação do plano.

Uma outra reunião foi agendada para maio e em breve traremos mais informações sobre o andamento deste importante projeto para os professores do município.

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress